quarta-feira, 15 de maio de 2013

MALDITAS "DROGAS" UM FIM ANUNCIADO

CRÔNICAS.




                          MALDITAS "DROGAS"
                      UM FIM ANUNCIADO





                          -Não sei se tudo que escrevo tenha utilidade para alguma coisa. Gostaria apenas que servisse para uma pessoa sequer. Desde já, deixo claro que esse é um dos temas que mais me tira do sério e por isso, também, é um dos que odeio me manifestar. Não sei se vocês já notaram, o trato sempre com palavras pesadas, como, "maldita" "esgoto" etc. Porém esse tipo de vocabulário, tende a aumentar em meus conceitos, com certeza, porque eu não consigo ver com bons olhos, um artifício que leva o ser humano a ter uma vida pior do que a dos porcos. Convenhamos que nem os porcos levam uma vida miserável, como os que vivem no mundo das a drogas. O único mal dos suínos, é que eles vivem pra morrer, já que é uma fonte de alimento, para quem gosta desse tipo de carne. Exite alguém que goste da carne de um drogado?
                          -Posso dizer com todas as letras que não conheço alguém de minha família que faça uso dessa desgraça. Veja bem, o que estou dizendo "Não conheço" isto não quer dizer que não exista! Como se sabe, ninguém está imune a esse mal. Afinal, quantos parentes nós não temos espalhados por esse mundão a fora? Contudo, dos parentes mais próximo, não conheço nenhum. Estou falando isso, não que seja um privilégio, mas porque, me parece ser uma dor a menos em nossas vidas; De certa maneira, deixamos de ser um  codependente.
                           -Me veio à mente algo que com certeza você, talvez, não se lembrasse mais. Era o tempo, quando víamos os mendigos maltrapilhos, andando com um saco de pano (rasgado), batendo palmas nas portas das casa implorando por uma esmola. Geralmente eles estavam sempre imundos e com os cabelos fuazados,pareciam até infestados de piolhos. Eles aceitavam qualquer coisa que lhe fosse dado, desde uma colher de farinha a um quilo de alguma coisa. Então saiam nos bendizendo: "Deus lhes abençoe" Deus lhe dê em dobro", e seguiam sua mendicância. Geralmente, não eram pessoas más nem tampouco, desempregados, tratava-se de idosos abandonados, ou de alguém que tivesse algum problema psíquico... Lembra?
                          - Hoje, as drogas mudaram esse cenário, os velhos e loucos já não fazem mais esse tipo de mendicidade. Porque chegamos a um estágio, que ninguém acredita mais nesses argumentos. Quando vemos alguém pedindo algo, a primeira coisa que nos vem à cabeça, é que eles querem fazer uso do álcool ou de drogas. Mesmo porque os pedinte, não querem mais um pedaço de pão ou um quilo de qualquer coisa, sim eles querem é dinheiro... E convenhamos, dinheiro, só dá quem é muito besta.
                     -Esta semana, em mais umas das reportagem sobre esse assunto em um determinado programa de TV, foi abordado o tema a cima "Drogas" em especial ao crack, que já é comprovadamente o entorpecente de maior poder destrutivo. Chega-se ao ponto de um pai usuário comprar drogas para o filho, assim ele estaria ajudando a sua prole, se livrar, dos traficantes (lindo não?). 
                           -Tive o desprazer de passar- há uns 10 dias atrás - no centro de SP, ali, em uma rua por trás do terminal princesa Isabel... (conheces esse bairro?). Não foi um desprazer de passar lá por causa das pessoas e sim, por ver em que se transformaram aquele monte de gente. "ZUMBI" foi nisso que se transformaram. Na televisão assistimos muitos filmes sobre mortos vivos, sabemos que se trata de ficção. Mas ali, não tem ficção não, é pura realidade, são "ZUMBIS" DA VIDA REAL. Mendigos olhando para o vento, outros dormindo ao relento, esperando o efeito da droga passar ou simplesmente porque já não aguentam a fome de alimento. Todos maltrapilhos, sujos, dente podres e com seus vocabulários pra lá de estranhos. Não é um mundo que queremos nem pro nosso pior inimigo, no entanto esse mundo está ali em nossas vistas, para todos verem. E ali está um de nossos parentes.
           -Como não chamar um mundo desse de esgoto da humanidade? Se vocês tiverem a oportunidade (um dia) de passar nessa região, sentirão na pele o que estou sentindo... Aliás é o que todos sentem, uma revolta de ver as drogas transformando gente em bichos! Revoltante, muito revoltante!
         -Parece que quanto mais falamos... mais aconselhamos... mais se cria projetos para recuperar pessoas desse ralo... Aí é que aumenta o números de habitante nesse submundo. Uma batalha inútil. Não se engane, esses moradores que vivem como vermes, não são apenas pessoas que tinham ou tem o poder aquisitivo maior que dos pobres, (podem até não terem sidos ricos), muitos já estão lá porque já perderam sua fortuna.Todos que lá se encontram, eram ou são pobres... Eram ou são ricos. É bem verdade que os ricos demoram chegar lá... Mas o esgoto não tem pressa, ele (esgoto) sabe que cedo, muito mais cedo do que tarde ele (o rico) fará parte da comunidade doentia.
                          - É bem verdade que nesse estágio já se trata de uma doença, e querer a própria cura, é o primeiro passo que se deve ser dado. Mas não podemos ser hipócrita, a ponto de achar que só isso basta. Tem muito outros fatores. É bem possível que os alguns dos que lá estão queira sair da lama podre, que se meteram... Mas, quem os ajudará sair de lá? Acredite, só com a ajuda do governo não é possível; Só com a ajuda familiar não é possível. Muitas vezes a família que libertar e trazer de volta para o seio, mas essa família não tem condições nem pra ela própria resolver os problemas já existente dentro do próprio seio.
-Vendo o contingente que se arrastam pelas calçadas, asfaltos, sarjetas, praças, semáforos, chegamos a conclusão, que não temos apenas uma batalha, e sim uma luta árdua permanentemente. Então nos perguntamos, se temos uma luta para travar, quais armas devemos usar para destruir o inimigo, "A MALDITA DROGA"? e como vencer estas batalhas? Sou um dos que não conseguem ver uma resposta positiva. Falo isso de coração partido! Talvez, uma das soluções, fosse que "TODOS... GOVERNO, IMPRENSA, FAMÍLIAS , USUÁRIOS, fizessem desse problema o assunto do dia a dia, tal qual a corrupção no país, a violência nas cidades, e os desvios de dinheiro público. Vejo, que se o tema, "DROGAS" FIZESSE parte do noticiário, mostrando abertamente o que levou o sujeito a esse mundo, quais os meios pelos quais são levados. Mostrar também os usuários tentando sair das drogas, sem precisar esconderem seus rostos. Programas que mostrem as soluções e remédios para os dependente. Programas que mostrem a recuperação dos drogados. Um trabalho que mostrem o porque alguém necessita sair do seu estado virgem para usar drogas pela primeira vez (necessita?). Sim, um programa que mostre o verdadeiro apoio familiar, sem recriminar o sangue do seu sangue, porque caiu na armadilha e se afundou no esgoto de lama podre. 
                       -Fico me perguntando, nas grades das emissoras, não gastam e ganham fortunas de dinheiro, mostrando futebol? Mostrando novelas, mostrando violência, mostrando igrejas, mostrando culinária? Etc.. Então, por que não ter em todas os meios de comunicação... VEJAM... eu disse, "EM TODOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO" programas diário, de como Resolver os problemas das drogas? Vamos ser sinceros, responda em uma folha de sua agenda: O que ajuda aos telespectadores, vendo futebol? Vendo um pai estuprando sua prole? Vendo os demagogos religiosos na TV manipulando a mente dos fiéis  para arrancar-lhes seus suados dinheiros, ou vendo como se faz um frango ou um bolo? 
Não, não fiquem calados, respondam... A própria imprensa, pode se manifestar e dizer que bem ela faz ao povo. Não temos a liberdade de expressão? Então faça uso para coisas úteis. Alguém sabe para que serve a TV senado?
                    -Esse assunto vou tratar sempre como ''MALDITO''. Não sei se baterei repetidas vezes na mesma tecla, porém não deixarei de, mesmo contra meu gosto, abordar esse tema, mostrando na verdade como é o mundo de quem vive na ralé da sociedade. Porque uma vez entrado, é muito doloroso para sair. E não é doloroso só para quem entrou. Porque quando se entra no esgoto das drogas, nunca se entra sozinho, leva-se junto consigo, quem não poderia nunca ir: A família!!!




Se você gostou ou achou interessante essa crônica,#compartilhe com os amigos, através dos meios sociais: Face,Twitter, Blogger, Google+,etc

Publicação em destaque

A DISTÂNCIA E A SAUDADE

CRONICA                      ADISTÂNCIA E A SAUDADE     A vida começa na concepção do amor. São muitas brincadeiras, risos e palha...