domingo, 19 de novembro de 2017

HÁ VIDA APÓS A MORTE?

CRÔNICA - 18581 visual.



                                                            HÁ VIDA APÓS A MORTE ?

                                              - (...Quando morreu pela primeira vez, em 1993, o empresário americano Gordon Allen estava a caminho da UTI. Havia sofrido uma parada cardíaca momento. Seu sangue deixou de fluir, a respiração se deteve, o cérebro apagou. Mesmo assim ele sentiu algo. "Fui transportado para fora do corpo e comecei viajar. Não senti dor, apenas leveza. Vi cores maravilhosas, que não existem na terra", recorda Allen no site da fundação que leva seu nome...) 

                                                            A ALMA EXISTE ?

                                           - (...Em 1901, o médico americano Duncan Macdougall fez uma experiência doentes terminais. Colocou cada paciente, com cama e tudo, sobre uma balança gigante. "Quando a vida cessou, a balança mexeu de forma repentina - como se algo algo tivesse deixado o corpo", escreveu Macdougall na época. A balança mexeu 21 gramas, e o doutor concluiu que esse era o peso da alma...)
                        (LEIAM OS TEXTOS NA ÍNTEGRA NO FIM DA DESSA CRÔNICA)


                                         - Comecei esta crônica com parte de textos que tem os títulos, HÁ VIDA APÓS A MORTE e A ALMA EXISTE? Só para lembrar que os textos foram tirados da fonte  http://super.abril.com.br/ciencia/o-que-acontece-apos-a-morte#. Não importa com quem fale, muitos irão ser contra, como outros serão a favor. Ou seja, uns acreditam e outros não. Vejam, que os dois temas se entrelaçam, se por acaso existir vida após a morte. Isto significa que a alma também existe. Já que tem que se viver de alguma maneira, como não se vive mais na carne, terá que se viver na forma de alma. Complicado? talvez, se for verdade! Quando estamos vivos, temos uma alma vivendo a espera da morte para que possamos viver em alma. É isso mesmo?
- Vamos por parte, porque o testemunho do americano Gordon Allen, não diferencia de todos que disseram viver tal experiência... Talvez mude-se detalhes!
- Note que no texto de Gordon, ali enfatiza o fato de quando ele morreu pela primeira vez, dando a entender que ele morreu pela segunda vez. Ele nos deixou, dessa vez definitivamente? Veremos! Perceba também que há um tanto de fantasia em seu depoimento, ele diz que "viu cores maravilhosas que não existiam na terra". Dando a entender que no momento que 'ele' saiu do corpo percebeu em instantes de segundos um mundo todo colorido com cores que ele nuca viu! Ele disse também que foi "transportado para fora do corpo, mas não informou qual o destino que ele foi ao sair do corpo, como também não disse como foi a volta para o mesmo corpo.  O mais interessante, é que ele tendo morrido pela segunda vez, não falou ainda com os médicos que o ajudaram a voltar quando de sua primeira morte. Pelo menos, nenhum médico se manifestou até hoje - que se saiba - sobre tal acontecimento.
- No mesmo texto, vemos que uns citam ali que os EQM (Iniciais de Experiência de Quase Morte) viram uma imagem de Deus. Como seria possível ver uma imagem que nunca se viu? A final a pessoa sai do corpo ou tem apenas sensação que saiu do corpo? Deixar ponto de interrogação para se acreditar ou deixar de acreditar é no mínimo duvidoso. É muito mais fácil entender que tudo isso ocorre, o sujeito está no estado de quase morte (EsQM). Devemos reparar que isto nunca ocorre quando o infarto é fulminante. Quando o paciente chega ao hospital já em óbito. Ou seja, estar quase morto não é está morto. Segundo o próprio texto, são alucinações que ocorre por falta de oxigênio cérebro. Deixando claro que ainda há uma centelha de vida no paciente. ( Leia o texto na íntegra e tire sua conclusões). E a EXISTÊNCIA DA ALMA? 

                                                                  A ALMA EXISTE?

                                    - É exatamente por essa pergunta que muitos creem na vida pós morte. Segundo o dicionário Aurélio, a palavra alma tem vários significados e ente eles estão:
Parte imortal do homem.
Pessoa,
 Indivíduo
Índole
Vida
Consciência
Espírito
Agente, motor principal; o que dá força e vivacidade!
- Partindo do princípio da palavra pelo dicionário, seus significados são vários. Isto significa que cada um dará explicação conforme seu contexto ou conteúdo do que se quer que acredite. No entanto no dicionário não há nenhuma citação que ALMA é uma vida existente dentro do corpo. Porque lá poderia informar: Alma - Vida invisível dentro do corpo humano. Todavia, não é isso que acontece.
- Estamos cansado de ver comentários sobre alma, geralmente vestida de branco, nunca de preto, vermelho, marrom, amarelo, azul, verde...  Por que será? Vamos por parte, deve-se ter em mente que querer acreditar em algo não transforma essa crença em verdade. 
- Se partimos do princípio que Deus existe, acreditaremos se a alma é viva dentro de um ser vivo ou dentro de um corpo morto. Acreditamos ou não na existência de Deus?. Assim sendo acreditamos ou não na existência de seu opositor, o diabo. Por outro lado se não acreditamos em um , também não existirá o outro. Acreditando em um Deus que rege todo mundo, acreditamos também que esse mesmo Deus criou o homem, o céu a terra e todo ser vivente.
Voltando ao texto sobre se a ALMA EXISTE, bem interessante ver suas partes finais; Ali diz que:
"Se consideramos que a alma existe, e é uma forma de energia, então deve haver massa relacionada a ela. Se a energia muda, a massa também muda. Se alma existe, e sai do corpo quando a pessoa morre, o corpo sofrerá perda de massa – que pode ser medida. O médico Gerry Nahum, da Universidade Duke, propôs uma experiência para testar a hipótese: construir uma caixa perfeitamente selada, que ficaria sobre uma balança hipersensível, capaz de medir 1 trilhonésimo de grama. O problema é que, por razões éticas, não dá para colocar uma pessoa moribunda dentro de uma caixa hermeticamente fechada, pois isso a faria morrer. E o teste nunca foi feito."

"A alma existiria, sim, como um conjunto de relações quânticas entre partículas dispersas no Universo. Embora Hameroff tenha escrito centenas de páginas a respeito, nada disso tem comprovação".

- Falar de Deus, é muito bom, porque sempre mexeremos com a nossa existência. Tudo indica que teremos um futuro prometido por Ele, o problema é, onde será esse futuro? Está aí um ótimo tema para nosso próximo encontro.


                                                         HÁ VIDA APÓS A MORTE?  (Texto Completo)

Quando morreu pela primeira vez, em 1993, o empresário americano Gordon Allen estava a caminho da UTI. Havia sofrido uma parada cardíaca momentos antes. Seu sangue deixou de fluir, a respiração se deteve, o cérebro apagou. Mesmo assim, ele sentiu algo. “Fui transportado para fora do corpo e comecei a viajar. Não senti dor, apenas leveza. Vi cores maravilhosas, que não existem na Terra”, recorda Allen no site da fundação que leva seu nome. Os médicos o ressuscitaram com um desfibrilador.
Assim como Gordon Allen, milhares de pessoas que tiveram morte clínica foram trazidas de volta. “Há uma semelhança incrível nos relatos”, diz Maria Julia Kovács, coordenadora do Laboratório de Estudos sobre a Morte da USP. “Muitos dizem ter visto um túnel e uma luz branca. Outros veem uma imagem de Deus.” Os relatos também incluem encontros com parentes mortos e a sensação de estar fora do corpo. São as chamadas experiências de quase-morte (EQM). A explicação mais aceita é que se trata de alucinações, causadas pela falta de oxigênio no cérebro. Um estudo feito em 2010 pela Universidade George Washington monitorou o cérebro de sete pacientes terminais. Em todos os casos, a atividade cerebral disparava logo antes da morte. Isso supostamente acontece porque, conforme os neurônios vão morrendo, perdem a capacidade de reter carga elétrica – e começam a descarregar numa sequência anormal, que poderia provocar alucinações.
 intrigante é que, durante a EQM, às vezes a pessoa vê coisas que realmente aconteceram – e que ela, em tese, não teria como saber. “Muitos pacientes dizem ter se encontrado com um parente que ninguém sabia que havia morrido. Nem o próprio paciente. Por exemplo, um tio que morreu minutos antes de o paciente ter a EQM”, disse o psiquiatra Bruce Greyson, da Universidade da Virgínia, num seminário realizado em Nova York. “Outras pessoas contam coisas que se passavam na sala do hospital [enquanto elas estavam mortas]”.
Mas como explicar que os pacientes estejam conscientes mesmo sem atividade cerebral? Depois de acompanhar 344 sobreviventes de paradas cardíacas, dos quais 18% tiveram EQM, o médico holandês Pim van Lommel criou uma teoria a respeito. “A consciência não pode estar localizada num espaço em particular. Ela é eterna”, diz. “A morte, como o nascimento, é mera passagem de um estado de consciência para outro.” Ele reconhece que as pesquisas sobre EQM não provam isso, mesmo porque as pessoas com EQM não morreram – só chegaram muito perto. “Mas ficou provado que, durante a EQM, houve aumento do grau de consciência. Isso significa que a consciência não reside no cérebro, não está limitada a ele”, acredita.
https://super.abril.com.br/ciencia/o-que-acontece-apos-a-morte/#
                                    A ALMA EXISTE?
Em 1901, o médico americano Duncan Macdougall fez uma experiência com doentes terminais. Colocou cada paciente, com cama e tudo, sobre uma balança gigante. “Quando a vida cessou, a balança mexeu de forma repentina – como se algo tivesse deixado o corpo”, escreveu Macdougall na época. A balança mexeu 21 gramas, e o doutor concluiu que esse era o peso da alma. A descoberta caiu na cultura popular e até inspirou um filme (21 Gramas, de 2003). Ela não tem valor científico, pois a balança era muito imprecisa – e cada paciente gerou um valor diferente. Mas será que não dá para refazer a experiência com a tecnologia atual? Se alma existir mesmo, dá para medir?
Em tese, sim. Tudo graças a Einstein e sua equação E=mc2 (E é energia, m é massa e c é velocidade da luz). Se consideramos que a alma existe, e é uma forma de energia, então deve haver massa relacionada a ela. Se a energia muda, a massa também muda. Se alma existe, e sai do corpo quando a pessoa morre, o corpo sofrerá perda de massa – que pode ser medida. O médico Gerry Nahum, da Universidade Duke, propôs uma experiência para testar a hipótese: construir uma caixa perfeitamente selada, que ficaria sobre uma balança hipersensível, capaz de medir 1 trilhonésimo de grama. O problema é que, por razões éticas, não dá para colocar uma pessoa moribunda dentro de uma caixa hermeticamente fechada, pois isso a faria morrer. E o teste nunca foi feito.
Mas os cientistas continuam em busca de evidências para a alma. E os estudos mais surpreendentes vêm de uma dupla que está na vanguarda da ciência: o anestesista americano Stuart Hameroff, do Centro de Estudos da Consciência do Arizona, e Roger Penrose – sim, o mesmo físico de Oxford autor da teoria sobre o que veio antes do Big Bang. Mas, desta vez, a tese é ainda mais inacreditável. Dentro de cada neurônio existiriam 100 milhões de microtúbulos: tubinhos feitos de uma proteína chamada tubulina. A tubulina atuaria como bit, ou seja, como menor unidade de informação que pode ser criada, armazenada ou transmitida. Os tubinhos vibram, interferem com a tubulina e geram ou processam informação – que é passada de um neurônio a outro.
Mas os microtúbulos são tão pequenos que as leis da física quântica se aplicam a eles. E essas leis preveem algumas possibilidades bizarras, como a superposição (uma partícula pode existir em dois lugares ao mesmo tempo). Para os pesquisadores, haveria uma relação quântica entre os tubinhos do cérebro e partículas fora dele, espalhadas pelo Universo. “Quando o cérebro morre, a informação quântica [gerada nos microtúbulos] não fica presa. Ela se dissipa no espaço-tempo”, diz Hameroff. Pela mesma lógica, quando alguém nasce, essa informação espalhada no Universo entraria nos microtúbulos. Ou seja: a alma existiria, sim, como um conjunto de relações quânticas entre partículas dispersas no Universo. Embora Hameroff tenha escrito centenas de páginas a respeito, nada disso tem comprovação. “Não reivindico nenhuma prova. Só ofereço um mecanismo cientificamente plausível”, diz.

sábado, 18 de novembro de 2017

O SEGREDO DA MORTE

CRÔNICA




                                           
                                                  O SEGREDO DA MORTE


                - Caro leitor, pare de ler está crônica se você acredita que ela vai desvendar os mistérios pós-morte. Não vai! Contudo, continue a ler se o tema te for interessante. Por exemplo, eu quando leitor, fico curioso para saber onde a mente do escritor quer chegar, e o porque do tema proposto por ele.
Tem uma música escrita por Raul Seixas ( Cantor Brasileiro, já falecido)  que diz o seguinte:
"Eu sei que em determinada rua que eu já passei
Não tornará a ouvir o som dos meus passos
Tem uma revista que eu guardo a muitos anos
E que nunca mais vou abrir
Cada vez que eu me despeço de uma pessoa
Pode ser que essa pessoa esteja me vendo pela última vez

A morte, surda, caminha ao meu lado
E eu não sei em qual esquina ela vai me encontrar
Com que rosto ela virá?
Será que ela vai deixar eu acabar o que eu tenho que fazer?
Ou será que ela vai me pegar no meio do copo de uísque?
Na música que eu deixei para compor amanhã?
Será que ela vai esperar eu apagar o cigarro no cinzeiro?
...." (curta essa música no final da crônica)

                  - Em alguma crônica minha, remota, tenho falado algo a respeito do tema. Lembro em dizer que no fundo do coração, lá dentro do íntimo, bem no inconsciente ninguém teme a morte; Apesar da vontade de nunca morrer. Na verdade, parece um paradoxo. Claro, se nos perguntam se queremos morrer, dizemos de imediato que não! No entanto pouco fazemos para sustentar o que desejamos. Muito mal tomamos alguns remédios ou nos submetemos à cirurgia. Quantas vezes não esquecemos de tomar os remédios prescritos? Basta uma pequena melhora no quadro clínico que começamos a deixar de lado as drogas terapêuticas.
Mas tem uma verdade que não pode ser deixada de lado ou esquecida... Quando a morte é iminente. Aí então bate o medo mórbido, tal qual criança imploramos à Deus, imploramos aos deuses, pedimos corrente de orações, nos entupimos de remédios, buscamos alternativas. Mesmo que dentro de nós saibamos que tudo é em vão. Mesmo assim no agarramos na fé, como se ela fosse o último recurso. Buscam curas milagrosas nas religiões e até nas ervas... E em todo o momento, colocamos o Deus como herói ou vilão. Um Pai bondoso, ou, um Pai que não existe.
                       - É! Quando sentimos que a morte está batendo à porta, é que demonstramos o que realmente temos dentro de nós. Tem alguns que fazem retiros para repensar em tudo que aprontou ou viveu. Eles dizem que precisaram se encontrar e encontrar o caminho a seguir. Promessas de que se Deus o salvar desse momento difícil, vai levar uma vida mais saudável, amar mais, buscar ajudar o próximo, dar mais valor a vida, por assim dizer.
                           - Venhamos que um dos maiores desejos dos humanos é ir para o céu. Querem está na morada celestial, pertinho de Deus. Porque o céu é tudo de bom, é maravilhoso, imagine estar perto dos anjos, e de Cristo, e conhecer Deus? Contudo, o caminho para chegar nessa maravilha de mundo é necessário - segundo acreditam - passar por uma 'porta', a porta entre a terra e o céu se chama "MORTE".  Aí é que está a peleja interna; Ninguém quer morrer! Será que la no mais profundo íntimo, o medo da morte é exatamente o medo de se encontrar com Deus? Quem teria essa coragem de se encontrar com o Todo Poderoso? Qual fiel que acredita que Deus perdoou seus pecados, simplesmente porque está nessa ou naquela religião? Quem acredita realmente em Deus, e ou leu sobre Ele sabe muito bem, que mesmo sendo perdoador, nada passa impune aos olhos de Deus. Porque caso contrário seria muito bom fazer o que se faz aqui, depois aceitar Jesus e ir dormir no colo de Deus.
                           - A MORTE realmente é o enigma da vida, acredita-se até que depois que deixamos de viver aqui, vamos viver do outro lado, lado esse também desconhecido, a incógnita. A maior verdade sobre a morte é que apesar de ninguém querer morrer, está sempre fazendo por onde morrer mais cedo. Talvez seja porque é um caminho que não há como evitar, ou seja mais cedo ou tarde, iremos parar dentro de uma sepultura. Como é um caminho sem curvas, então que esta caminhada seja sempre vivida da melhor maneira possível. Tentamos encontrar curvas no caminho da vida, mas a reta está ali para que nela seja dado nossos passos. Notem que sendo uma reta, não há como nos defender da seta mortal. Uma hora ela nos acerta e tudo se apaga. Seja a doença, seja uma queda, seja um acidente, seja um infarto, seja por afogamento, seja uma bala perdida, seja,,, seja... seja... por fim seja pela idade e nas falência múltiplas de órgãos!.
                               - O segredo da Morte, nunca será desvendado, já que é segredo. Se soubêssemos deixava de ser segredo. No entanto quando ela vem no momento certo, se é que existe o momento certo, é para alívio e conforto de todos, de quem morreu e de quem ficou. A morte é o alívio da dor e o fim de todo o mal. Mesmo não querendo, a carne humana é saudável por poucos anos de vida. Com o passar do tempo, os órgãos vão perdendo vida, células vão perdendo vida, os olhos vão perdendo vida, rins não correspondem mais com perfeição, o sangue já não corresponde as necessidades do corpo, coração cansado bate mais lentamente dando sinais que não vai demorar sua parada... As consequências são dores e doenças muitas vezes incuráveis. É a reta da vida!
                               - Quando fechamos os olhos, acreditem no que quiser... o fato é que, quem está de olhos abertos sabe e ver tudo que está acontecendo e vai permanecer por mais um período curto de tempo. Lhe aumenta a certeza de que não quer está ali. Porque como se diz, os vivos saberão que vão morrer porém, os mortos pereceram. Nós vivos preferimos deixar os mistérios da morte, se é que há mistério... para quando morrermos.!






sábado, 14 de outubro de 2017

O QUE É ARTE?

CRÔNICA



                                                        O QUE É ARTE?


- Segundo o "dicionário Aurélio de Português Online" a palavra ARTE quer dizer: (Preceito para fazer ou dizer como é devido; Habilidade; Ofício) E a palavra PRECEITO significa: (Regra de proceder... ). Vamos falar aqui sobre ARTE, há uma semana atrás a sociedade brasileira, se encontrou no meio de uma polêmica. O que houve? Bem, o MAM (Museu de Arte Moderna) SP, ofereceu para o público, atores sendo tocados por crianças, detalhe, o ator estava completamente NÚ. O nudismo segundo os próprios atores, faz parte do espetáculo.  Na verdade o NÚ, sempre esteve presente nas artes dos considerados grades mestres. Mas de uns tempo para cá, os grupos teatrais vem explorando com maior frequência o tema. Segundo a sociedade, o que chocou desta vez, foi ver em cena, crianças alisando o corpo NÚ de um adulto e alisando as partes pudendas dos atores. Para muitos, os atores estão misturando arte com pedofilia, estão confundindo arte com pornografia. e pior, estão distorcendo valores e implantando na mente das crianças o conceito de que o imoral é normal. Se você for buscar nas redes sociais como FACE e YOUTUBE, vai ver quão foi explorado o tema. A imprensa como de costume fez apenas a parte dela, como se estivesse em cima do muro, hora batia e hora assoprava; Como que querendo dizer, isso não é assunto para mim.
- Se a palavra ARTE significa "Regra de proceder ou dizer como é devido" Me atrevo a dizer que algo está errado no caminho que estão levando o que atores e criadores chamam de arte.
-Para se ter uma ideia sobre o tamanho da polêmica, muitos usaram o momento para expor todo seu ódio sobre quem se aproveita da inocência infantil. E por outro lado houve os que defenderam com veemência a exploração do nú, mesmo que seja com criança, por que segundo os defensores estão usando o nú como arte e não importa se a criança está participando em tocar os orgãos genitais dos adultos ou não.
-A final, a ARTE tem o poder de transpassar barreira?? Até onde a arte pode ser considerado arte? Deixei passar uns dias para poder escrever esses texto, foi bom, porque se escrevo no ápice da polêmica, era como se eu fosse debater no calor da contenda, e como sabemos quando falamos sem pensar agimos como os tolos. No ínterim da polêmica aproveitei para saber o que os outros realmente sentiam naquele momento sobre o assunto. Após ver o cantor Caetano Veloso, dizendo que toda essa polêmica era desnecessária e que estavam querendo "a volta da repressão, e o fim da liberdade de expressão", me fez pensar e escrever, porém antes resolvi ver ou vir pessoas normais igual a mim e igual a você que está lendo este texto. Quando refiro o termo normal, quero dizer que somos pessoas pessoas não famosas e que não temos como nos expressar por meios televisivos etc.
- Faço parte de um grupo do facebook que se chama "clube do livro" (https://www.facebook.com/groups/151543198387081/?ref=group_header) este grupo tem um total de participante até a data de hoje 117.467 pessoas (14/10/2017). - Por se tratar de um clube onde seu principal objetivo é explorar assuntos literários, divulgação de livros, escritores, e afins, acreditei que seria um bom lugar para explorar o tema que polemizou o país. Por que acreditei nisso? Porque pessoas que gostam de ler e vivem no mundo literário quer queira ou não tendem a ter a mente um pouco mais aberta para assuntos variados, e por acreditar que livros também são arte.
-Quando entrei no grupo e posei "O CANTOR CAETANO VELOSO FICOU FURIOSO PORQUE A SOCIEDADE REAGIU CONTRA A ARTE DO NÚ (?)" a resposta do grupo foi de imediato, muitos estavam se manifestando contra e a favor, claro,  expondo os seus pontos de vistas. Já estava acalorado o debate quando um dos administradores ameaçaram tirar a postagem do ar. Sem contar que houve uma participante que me chamou de oportunista, que eu tinha colocado aquela polêmica no clube apenas para me aparecer, dizendo que minha verdadeira intenção era propagar meu livrinho e de gente  do meu tipo o mundo estava cheio. Contudo, o debate ia de vento em polpa, quando fui curtir ou responder os comentários, algo deu errado e não consegui continuar... ou seja o administrador tirou minha postagem! Mas vou postar esta crônica lá no clube, já que eu havia prometido escrever sobre o tema... 
- Voltemos à polêmica: Até onde a liberdade de expressão pode ser usada na arte, e até onde a arte deve ser aceita como uma liberdade de expressão? Bem, para opinar sobre o tema, já que não sou de ficar em cima do muro para assunto algum, e não ia ser deste que eu ficaria. O escritor que tiver rabo preso, ele estará  se auto censurando. Como não é o meu caso, vou começar minha opinião com uma ilustração: "Digamos que na sala de sua casa, após está lindamente decorada você percebeu que falta algo, o que? ah, um belo vaso de flor. No canto, bem ali no canto, ficará linda! Feito, você corre na floricultura  e  compra. Agora sim, ela está completando a beleza da sala. No terceiro dia você notou que a flor da planta cresceu 20 centímetros e você chama algumas amigas (os) para apreciar o fenômeno. Quinze dias depois a flor já está tomando metade da sala, e seu odor está cada vez mais forte. Olhando de longe é a coisa mais linda do mundo e uma coisa rara. Com um mês esta flor enche todos espaço da sala, impedindo o trânsito e mais uns dias parte das pétalas já saem pelas janelas." O que você acha desta ilustração? O que mostra que não importa a beleza e a qualidade, na vida tudo tem que ter limite. E com  a liberdade de expressão ou até mesmo para arte, tem que haver limite. Não é porque temos a liberdade de expressão que temos que sair rasgando o verbo. Para tudo existe lugar e momento certo. Não é porque temos o direito de fazer sexo que temos que ir para o meio de uma feira e praticar na frente de todos. Não é porque somos grandes desenhistas que temos que levar quadros de apelo sexual para um parque infantil.  Devemos saber que além da arte e da liberdade de expressão, existe também bom senso, pudor, respeito e respeito aos costumes e princípios dos outros. Devemos ter sempre em mente que se uma família vive de forma incestuosa, isto não significa que ele deve mostrar ou querer que o mundo aceite isso como algo normal ou natural. O princípio de uma família assim, de repente não é os princípios de outras famílias. Veja bem, para finalizar esse texto notem que até os pássaros viver suas liberdades com seus limites, e eles respeitam esse precioso limite. Não é porque eles são livres para voar que vão além dos seus limites, eles instintivamente não tentam ir muito próximo do sol; Eles permanecem vivos desfrutando de sua liberdade sabendo até onde podem ir!  PARA QUEM AINDA NÃO VIU, AÍ ESTÁ:


sábado, 12 de agosto de 2017

TRANS - TRANSEXUAL É O BICHO?

CRÔNICA



TRANS - TRANSEXUAL É O BICHO?

O Tema em voga hoje na sociedade brasileira é: TRANSEXUALIDADE. um tema que tem que ser tratado com muito tato, sob pena de passar por ignorante, preconceituoso ou homofóbico ( termo usado para rejeição ou aversão a homossexual e à homossexualidade), OU SEJA, a sociedade não tem o direito de ter aversão ( ódio, repulsão, antipatia). Mas, por que a sociedade não pode ter aversão à transexualidade? Talvez porque os termos para aversão seja um termo que dissemina o auto controle. O que leva uma sociedade não ter controle sobre seus sentimentos? Claro que uma pessoa pode ter ódio por isso ou aquilo, gostar disso ou daquilo, repudiar isso ou aquilo, ter antipatia por algo ou não. Contudo, nada disso permite e/ou dá direito a alguém ser violento para com o próximo. Se uma pessoa só consegue ser contra agredindo e não respeitando, algo está errado. A lei manda que se puna o agressor, já que a violência é inaceitável principalmente fisicamente. O que não se pode exigir da sociedade também , é que ela aceite como normal a vontade transviada de qualquer segmento. Não importa - ( ou importa?) e por que não importa?) - em que o ser humano queira se transformar, se o homem se transforma em lobisomem, se a mulher se transforma em loba, se o macho quer se transformar em fêmea e se a fêmea que se transformar em macho. Não me refiro à questão de gosto ou se as pessoas nascem com a tendência a querer ser o que não é; Não me refiro se seja um transtorno doentio ou não, o fato é que quando se gosta do sexo oposto, isso tem que ser encarado como uma questão pessoal. E uma questão pessoal está além de ser certo ou errado. Certo seria uma pessoa nascer com dois órgãos genitais; possibilitando assim, o ser humano escolher usar um ou outro. Será que uma pessoa que se diz transgênico nascendo com dois sexo optaria por qual gênero? Vamos entender, então ... Ah, mas eu nasci apenas com um, por isso eu me sinto outra pessoa. Eu nasci homem e me sinto mulher... / ...Eu nasci mulher e me vejo como homem. Isto significa que se a pessoa nascesse com dois sexo, ia querer ser o que? Dos dois um, ou se matava ou vivia a vida toda que não queria ser nenhum dos dois... e que nome daria para uma pessoa que não quisesse ter nenhum sexo? A sociedade teria que aceitar também? Hipócrita não é apenas a sociedade, hipócrita também é quem quer viver segundo às suas vontades forçando os outros acharem normal o que realmente não é normal. E não me refiro no sentido religioso não, porque até a religião já alega que Deus é amor, e por isso ele ama tudo que o ser humano faz para ter paz e amor. Porém em nenhum momento ler Sua palavra para entender o que significa a palavra AMOR. Cada um tem o direito de viver segundo à sua própria vontade ou gosto. Quem gosta de limão, tem o direito de gostar também de café. Quem gosta de café tem todo direito de não gostar de leite. Se os direitos são iguais por que eu tenho que concordar com o que os outros gostam? Temos que entender que uma reta nunca é uma curva e que uma curva nunca é uma reta. Um bom exemplo, é o fato de um homem não poder casar ( ou viver) com duas mulheres, ou uma mulher casar (ou viver) com dois homens. O que leva a sociedade não aceitar tal procedimento? Apesar que aqui ou ali, é possível que haja caso nesse sentido mas, isso NÃO torna uma coisa natural ou normal e até correta? Você deve falar por você; Eu falo por mim. Todos devem falar por si, e não impor à sociedade o que se acha ser direito ou errado. Alguém já viu um ladrão roubar e ir à público dizer que fez a coisa certa, ou implorar para sociedade que aceite o roubo como a coisa boa e correta? O que a sociedade deve ter em mente é que não importa a decisão de cada um e desde que não prejudique o próximo, esta decisão deve ser respeitada, nem que para isso o sujeito viva à margem do que é correto. O respeito é o único fator inibidor da violência. Se uma mulher acredita que ser feliz é se relacionado com outra... que viva essa relação. Se um homem acredita que ser feliz é se relacionando com outro que viva. Se a pessoa nasceu com um corpo e que ter o corpo do sexo-oposto, que tenha. O que não se pode é querer empurrar para sociedade que dois mais dois são cinco. Também se deve respeitar o gosto de quem é contra, tal qual de quem é a favor. Se contra ou a favor não é homofobia, homofobia é agir com violência a qualquer tipo de sentimento.


Transexualidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Transgeneridade.
Transexualidade refere-se à condição do indivíduo cuja identidade de gênero difere daquela designada no nascimento e que procura fazer a transição para o gênero oposto através de intervenção médica,[1] podendo ser redesignação sexual ou apenas feminilização/masculinização dependendo do gênero a ser transicionado (administração de hormônios e cirurgia de redesignação sexual).
França, onde a transexualidade deixou de ser considerada como transtorno mental em 2010, foi o primeiro país a tomar esta decisão.[2] Em 2013, a Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou que iria retirar a transexualidade da lista de transtornos mentais da próxima edição de sua Classificação Estatística Internacional de Doenças(CID).[3]

Definições[editar | editar código-fonte]

O indivíduo transexual não deve ter o transtorno como sintoma de um distúrbio mental, tal como esquizofrenia, nem estar associado a qualquer condição intersexual, genética ou do cromossomo sexual[4] e à persistência do transtorno durante um longo período de tempo, que a OMS quantifica como no mínimo de dois anos.[4] Alguns consideram que as mudanças provocadas por tratamento hormonal, sem alterações cirúrgicas, são suficientes para qualificar o uso do termo transexual. Outros, especialmente agentes de saúde, acreditam que existe um conjunto de procedimentos, que engloba psicoterapia, hormonioterapia e cirurgia que devem ser seguidos de acordo cada caso e não de forma padronizada para todos.
O público em geral muitas vezes define "transexual” como alguém que fez ou planeja fazer uma cirurgia de "mudança de sexo". Uma definição mais simples, utilizada por alguns autores, considera como transexual alguém que se identifica com o gênero oposto.[5] O termo corrente para definir mudanças de características sexuais é Cirurgia de Reatribuição Sexual - CRS (Sex Reassignment Surgery - SRS, em inglês), um termo que reflete a idéia de que as pessoas transexuais não estão “mudando de sexo”, mas corrigindo seus corpos. Entretanto, tem sido comumente aceito que o desejo de pertencer ao gênero oposto, ou a afirmação de que determinada pessoa é do gênero oposto ao gênero designado no nascimento, já é condição suficiente para alguém ser transexual. Em contraste, algumas pessoas transgêneros muitas vezes não se identificam como sendo ou querendo pertencer ao gênero oposto, mas como sendo ou querendo ser do gênero oposto.
Transexualidade (também conhecida como neurodiscordância de gênero) é um termo entre os comportamentos ou estados que abrigam o termo transgênero. Transgênero é considerado um termo guarda-chuva para pessoas que fogem dos papéis sociais de gênero. Entretanto muitas pessoas da comunidade transexual não se identificam como transgênero. Alguns vêem transgênero como descaracterização e não reconhecimento de suas identidades porque, para estes, o termo significa uma "quebra de papéis sociais de gênero", quando de fato vêem a si mesmos como pertencendo a um papel de gênero diferente do que lhes foi designado no nascimento.
Pessoas transexuais são muitas vezes definidas como pertencentes à comunidade GLBTT ou queer e alguns se identificam dentro da comunidade; outros não, ou preferem não usar o termo. Deve ser ressaltado que a transexualidade não está associada ou é dependente da orientação sexualMulheres e homens transexuais exibem uma gama de orientações sexuais, da mesma forma que os cissexuais (não-transexuais). Eles sempre usam termos para sua orientação sexual que estejam relacionados com o gênero final. Por exemplo, alguém designado como do gênero masculino no nascimento, mas que se identifica a si como uma mulher e que é atraída tão somente por homens, irá identificar-se como heterossexual, não como gay; da mesma forma, alguém que foi designado como do sexo feminino no nascimento, se identifica como homem e prefere parceiros homens irá se identificar como gay, não como heterossexual.
Em outra abordagem, velhos textos médicos descrevem, com frequência, a transexualidade como uma variante da orientação sexual em relação ao sexo designado e não como uma variante do gênero ou da identidade; em outras palavras, referem-se a uma transexual MtF (de Homem para Mulher, do inglês Male-to-Female) que é atraída por homens como "um homossexual transexual masculino". Atualmente considera-se os termos MtF e FtM como cientificamente imprecisos e clinicamente insensíveis. Hoje tais pessoas seriam chamadas, e provavelmente se identificam, como uma mulher trans-heterossexual (para MtF) e vice-versa para FtM.
Um certo número de pessoas de fora da comunidade transexual mantém o uso de termos em referência a pessoas transexuais associado com seu sexo de nascimento (por exemplo, chamando uma mulher transexual como "ele"). Esse uso é considerado no mínimo uma insensibilidade. Travestis, que sequer almejam uma cirurgia de reatribuição de sexo, preferem ser chamadas como "elas" no convívio social.
Transexualidade não deve ser confundida com crossdressing ou com o comportamento drag queen, que podem ser descritos como transgêneros, mas não transexuais, também, o fetichismo da travestilidade normalmente não tem quase nada, ou nada, a ver com transexualidade, pois não apresenta o desejo real pela mudança de sexo. Nessa mesma linha também é necessário separar o fetichismo da travestibilidade das travestis que se identificam, de forma contumaz, com o sexo oposto ao do nascimento.

Terminologia[editar | editar código-fonte]

O gênero dos termos usados para descrever pessoas transexuais sempre se refere ao gênero-alvo. Por exemplo, um homem transexual é alguém que foi identificado como fêmea no nascimento em virtude de seus genitais, mas identifica-se como um homem que está em transição para um papel social de gênero masculino e um corpo reatribuído como masculino (um termo alternativo usado em inglês é transexual FtM - female-to-male transsexual - ou homem transexual).


Imagem relacionada
17986

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

APRENDENDO A OBTER AS MILHAS DAS VIAGEM DE AVIÃO

ALERTA -  MILHAS  CARTÃO DE CRÉDITO


Milhas cartão de crédito – Será que você tem milhas aéreas?


Todos nós sabemos que as milhas aéreas existem, porém em muitas vezes não sabemos como ter acesso a estas milhas em nosso programa de fidelidade. Os programas de milhagem das companhias aéreas TAM e GOL foram criados para recompensar viajantes que utilizam frequentemente os serviços da mesma companhia aérea ou de suas parceiras, sendo assim, premiam a fidelidade do consumidor e criam uma certa lealdade.
Mas como saber se possuo milhas nos Planos TAM Fidelidade ou Smiles da GOL?
- Para saber se possui milhas aéreas e consultar o saldo no programa Smiles da GOL, você precisa estar cadastrado no programa e fazer login pelo site www.voegol.com.br/smiles. Acesse o menu “My Smiles” do site e informe seu número Smiles e senha. Utilize a opção “extrato” para visualizar o total de milhas acumuladas e a data de validade das mesmas.
- Para saber se possui milhas aéreas e consultar o saldo no programa TAM Fidelidade, você também precisa estar cadastrado no programa. Faça login pelo site http://www.tam.com.br e informe o número do cadastro TAM Fidelidade e a assinatura eletrônica. Feito isso, você terá acesso imediato a sua conta, com todos os detalhes de sua pontuação.
Dicas:
1 – Para você que tem pontos em seu cartão de crédito e não sabe como converter em milhas aéreas. Aprenda a transferir seus pontos clicando no link: Transferir meus pontos do cartão de crédito para milhas.
2 – Se caso você não é cadastrado a algum plano de fidelidade, cadastre – se gratuitamente nos sites das companhias aéreas TAM ou GOL para se juntar a algum programa de fidelidade de milhas aéreas. Logo após entre em contato com sua operadora de crédito solicitando a migração dos seus pontos do cartão de crédito para o programa de fidelidade em que você cadastrou.
Agora que você já sabe como consultar suas milhas aéreas, uma ótima dica é vendê-las para o Hot Milhas.  O Hot Milhas é uma empresa séria, que compra suas milhas com segurança e traz a você uma oportunidade de transformar suas milhas em dinheiro vivo.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

VERGONHA DE UM PAÍS CORRUPTO, BRASIL!

CRÔNICA



                               VERGONHA DE UM PAÍS CORRUPTO!



- Comecemos por falar da vergonha que nós brasileiros estamos sentindo de pertencer ao país que tem de tudo para dar certo, em todos os sentidos.  Ontem dia 2 de Agosto de 2017, tivemos novamente, mais uma vez, de novo, outra vez, de tentar mudar a cara e o jeito de viver e pensar como um país de pessoas boas e honestas. Contudo, de quem deveríamos esperar o exemplo na prática de ser honesto e fiel aos bons princípios, os regentes do país, provam exatamente o contrário.
- Se depender da vontade dos políticos para transformar o país em uma sociedade mais justa, uma sociedade que não visem o interesse próprio, uma nação que respeite o próximo, um povo que seja educado através dos valores... Esqueçam, Nunca, jamais, isso ocorrerá. Por que temos tanta certeza disso?
- Alguém lembra quando  começou a operação LAVA JATO? Pois bem, *A LAVA JATO começou em 2009 com a investigação de crimes de lavagem de recursos relacionados ao ex-deputado federalJosé Janene, em Londrina, no Paraná. Além do ex-deputado, estavam envolvidos nos crimes os doleiros Alberto Youssef e Carlos Habib Chater. E o Alberto, já havia sido investigado e processado por crimes contra o sistema financeiro nacional e por lavagem de dinheiro no aso  BANESTADO.

Interceptações telefônicas

(Em julho de 2013, a investigação começa a monitorar as conversas do doleiro Carlos Habib Chater. Pelas interceptações, foram identificadas quatro organizações criminosas que se relacionavam entre si, todas lideradas por doleiros. A primeira era chefiada por Chater (cuja investigação ficou conhecida como “Operação Lava Jato”, nome que acabou sendo usado, mais tarde, para se referir também a todos os casos)
- Estamos no Ano de 2017, isto significa que a operação entrou no seu oitavo ano e só Deus sabe onde isso vai parar. A verdade é quer vivemos numa brincadeira de gatos e ratos. Gatos desdentados, já que conseguem pegar os ratos mas não conseguem fazer mal algum a eles. Muito parecido com a brincadeira de enxugar gelo.  Veja que a operação Lava Jato, foi montada para descobrir as falcatruas e prenderes os ladrões dos colarinhos brancos. Quem são os que usam tais colares? Os grandes empresários, os ministros, os senadores, os deputados, juízes, delegados, advogados, secretários, presidentes de hospitais e presidentes de bancos ... Pasmem... Presidente da nação e seu vice!
- Tal qual locomotiva a Lava Jato descobriu o ninho onde se criava toda essa corja de ratos, seus ramais, e saiu destruindo tudo, laçando e prendendo um monte desses ratos ladrões. Fugiram do ninho para implantarem focos de vermes em outros lugares. Tornando-se em quadrilhas especializadas e criando anti-corpus para se protegerem dos venenos da Lava Jato. Até quando a lava jato vai resistir a guerra contra esses montes de ratos que se multiplicam dia a dia?
- No dia 02 de Agosto de 2017 (ontem) a locomotiva Lava Jato, mandou mais um desses ( o atual Presidente da república, Michel Temer) para o banco dos réus. O presidente estava sendo Julgado por "Formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, corrupção passiva, tentativa de impedir as investigação, etc." - Ele ia ser julgado por quem? e para quê? Ele estava sendo julgado pelos companheiros do congresso, os deputados. Ele estava sendo julgado para que arquivassem o processo, ou se daria continuidade o processo contra ele, para que ele pagasse pelos crimes que estava sendo acusado, (provado). ..., ..., ..., ....O resultado do Julgamento?
- O Resultado do Julgamento? Bem, vamos por parte. Neste Julgamento realmente houve os que votaram pela continuidade do processo e os que votaram para que arquivasse o processo e assim manter o corrupto presidente no poder. Todavia o que chamou atenção foi a justificativa de seus votos. Quem votava para a saída do Michel Temer da presidência para que ele respondesse pelos crimes cometidos contra os brasileiros, alegavam: "Pelo fim da corrupção, pelo fim das roubalheiras, por um país honesto, meu voto é 'não' ( esse 'não' significava que o votante estava a favor da saída do presidente do poder para que ele responda pelos crimes que está sendo julgado)". Por outro lado os que queriam a permanência do mesmo, alegavam: "Por um país melhor, pela continuidade da política da economia, pelo desenvolvimento e pelo aumento do emprego, meu voto é 'sim' ( esse 'sim' significava que o votante queria a permanência do Michel Temer.)".
- Agora o que estava sendo Julgado em questão não era a permanência ou não permanência do presidente no poder. Era se arquivava ou não o processo onde comprovadamente acusa o réu de seus atos ilícitos. Não era se a economia do país ia melhorar ou não, se queremos aumento de emprego ou não. Em outras palavras, era se mandava ou não um bandido com crime doloso tinha que ir ou não para cadeia.
- O presidente da câmara dos deputados que estava  presidindo a sessão o que fez para intermediar ou aceitar ou não tal argumento para validação dos votos? Ele, estava alí apenas para chamar o que teria que votar... se fosse apenas esse o trabalho dele, não precisava de um presidente para intermediar um julgamento de tamanha importância.
- Se um daqueles excelentíssimos dissessem que seu voto por um "motivo nobre de ver as cadelas alimentando suas crias" ou o "motivo era poder ver a porca torcendo o rabo" O presidente da câmara não contestaria o motivo. Ele teria sim o poder de lembrar ou relembrar paras os excelentíssimos que ali estavam votando qual era o real motivo da sessão em julgamento. E não foi isso que se viu, o que se viu foi um presidente da câmara omisso e aceitando motivos que não condizia com o verdadeiro motivo do julgamento. O partido do presidente (Rodrigo Mais) da câmara votou em peso a favor da permanência ou melhor no arquivamento do processo contra o Michel Temer. Rodrigo Maia Sabia da compra de voto pelo acusado, sabia da vitória certa do acusado. Sabia que todos que votariam pelo arquivamento do processo, fariam isso porque foram comprado com dinheiro ou cargos, cargos dados ou tomados.
- Podre, país podre. Não terá veneno que elimine os fungos do congressos, enquanto as leis do país for complacentes com os atos corruptos. A Lava Jato passa por cima escancara a vida e os atos corruptos dos covardes ladrões do poder; A Justiça manda prender e a lei os soltam. As leis brasileira como disse no início dessa crônica, são iguais gatos desdentados, pega os ratos mas não os mordem, no entanto não os matam... e os ratos? (risos) cospem na cara da sociedade!

veterinário a ver dentes de um gato
17871

sexta-feira, 14 de julho de 2017

DEMOROU MAS APRENDI

POESIA/ DE AMIGOS



                                                           *** DEMOROU, MAS APRENDI ***
Aprendi:
Que amores eternos
Podem acabar numa noite,
Que grandes amigos
Se podem tornar ferrenhos inimigos,
Que o amor,
Sozinho,
Não tem a força que imaginei,
Que ouvir os outros
É o melhor remédio,
Mas alguma vezes o pior veneno,
Que nunca conhecemos
Uma pessoa de verdade,
Afinal gostamos a Vida inteira,
Para conhecermos a nós mesmos,
Que a confiança,
Não é um artigo de luxo,
E sim de sobrevivência,
Que os poucos amigos
Que te apoiam na queda
São muito mais fortes
Do que os muitos te empurram,
Que o "nunca mais" nunca se cumpre,
Que o "para sempre" sempre acaba,
Que a família,
Com as suas milhares diferenças,
Está sempre aqui quando preciso,
Que ainda não inventaram nada
Melhor que o colo da mãe,
Desde que o mundo é mundo,
Que vou sempre me surpreender,
Seja com outros ou comigo,
Que vou cair
E levantar milhões de vezes,
E ainda não vou ter aprendido tudo...!!!
Alves Fernandes Zémanel (14/7/2017)
(17795)

terça-feira, 11 de julho de 2017

CAMINHANDO

POESIA


                                                 CAMINHANDO...



LAVAMOS A ALMA
LAVAMOS A MENTE SUAVE COMO A PLUMA
LAVAMOS NÓS
SEM SE IMPORTAR COM O DESTINO
CAMINHANDO ABRAÇADOS ALI, NUNCA ESTAMOS SÓS.


EM NOSSOS SEMBLANTES
QUALQUER UM PODE VER, SOMOS O ÓPIO DO AMOR
PELAS CALÇADAS, PELAS ESTRADAS
LÁ VAMOS NÓS DESFILANDO TAL QUAL BEIJA-FLOR


QUANTO PRAZER SENTIMOS EM CAMINHAR
LADO A LADO NEM QUE SEJA ALGUNS METROS
IRRADIAMOS SORRISOS, TUDO TÃO PURO!
MOSTRANDO AO MUNDO ISTO  É AMOR, NO CERTO!


NÃO EXISTE HORA QUANDO ESTAMOS COM TEMPO
MAS SE NÃO HÁ, COMPRAMOS
QUÃO PRAZEROSO É QUANDO ESTAMOS JUNTOS
QUANDO VAMOS A ALGUM LUGAR, PARECE QUE BAILAMOS


SE VAMOS NA CASA DE UM AMIGO
NOSSA PRESENÇA ENCHE O AMBIENTE DE ALEGRIA
É O RESULTADO DE NOSSO AMOR
POR ONDE CAMINHAMOS, DEIXAMOS ESTA MAGIA


FAZER DA VIDA UMA MÃO NA OUTRA, UM BRAÇO NO OUTRO
UM OMBRO NO OUTRO. AO TEU LADO ISSO SIGNIFICA
UNIRMOS NOSSAS PERNAS NO PRAZER DA CAMINHADA
TRANSFORMAR AS ESTRADAS EM TAPETES COLORIDOS E 
PASSADEIRAS DE NOSSA CASA, É  TÃO GRATIFICANTE
QUANTO UNIRMOS NOSSAS MÃOS E UMA BOA GARGALHADA


APRENDI QUE FAZ PARTE DO AMOR
ESTARMOS ANDANDO SEMPRE, SEJA NA DIREÇÃO QUE FOR
VOU CULTIVAR ESTE HÁBITO POR QUE É GOSTOSO CAMINHAR
SE NA CAMINHADA DE MÃOS DADA COMIGO ESTÁ VOCÊ AMOR!

                                                                      
                             02/04/2003

sexta-feira, 7 de julho de 2017

É AMOR, REENCONTRO COM ENCANTO


POESIA



    É AMOR, REENCONTRO COM ENCANTO

            Trago comigo, dentro do meu peito tudo que um homem feliz pode ter
             Um coração batendo no compasso certo, só para falar do amor que sente  por você
             Mas quando eu trago este coração é porque comigo ele já estava, apaixonado
             Ele te conheceu quando já estava no fim da esperança, muito... Muito cansado


              Respirou fundo, tornou-se criança. Criança jovem, um adulto quase adolescente
              Falei para ele, que isso não era verdade, eu não acreditei, pensei ele mente
              Não, meu coração não mentiu, o belo realmente estava apaixonado, era amor
              Foi o primeiro encontro com este sentimento que adentrou na alma e me renovou


              É amor, tenho certeza, na verdade não tinha certeza de nada
              Tudo tão novo, tão no começo, tão estranho, tão profundamente calada
              A incerteza me dava a ideia de que algo mudara dentro de mim
              Quanta infantilidade, este meu coração fazendo novo algo sem começo e nem fim


               Tão maravilhoso foi nosso encontro, e hoje estamos lado a lado
               Não, nunca direi até que a morte nos separe, ela não anda com o amor abraçados
               Direi cada palavra que jamais esqueci, repetirei cada cena e beijo que recebeu
               Sei foi com sabor de lágrimas, mas qual amor que não tem esse gosto enxugado que deu?


                Depois de anos e anos, estou novamente apaixonado pela mesma mulher
                Nunca pensei que se amava duas vezes a mesma pessoa linda mais que o ontem
                Reapaixonar pela mesma paixão é loucura que só os loucos de amor são capazes

                É amor, reencontro com o encanto! Poder acordar e dizer te amo antes do café
               Pedir perdão quando a palavra escapar e magoar e buscar respostas, errei onde?
                Abrir os braços e sorrir, das falhas. Voltar a enxugar o sal que descer no amor que fazes
                Tudo em ti é lindo, seus olhos, seus cabelos, seu andar, seu sorriso, tuas sobrancelhas

                 Meu único defeito, dizem, ser cego... Meu sorriso e felicidade provam o contrário
                Vejo o mundo com os olhos do amor, e neste mundo tu estás e eu enxergar a obra de Deus
                 Tu és a obra do criador, que pôs em meu caminho, para mostrar o belo cenário
                 É amor, reencontro com o encanto, renovando este sentimento a cada dia no coração meu!