Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

Número total de visualizações de página

segunda-feira, 1 de maio de 2017

ÍNDIOS X FAZENDEIROS

CRÔNICA




                                            ÍNDIOS  X  FAZENDEIROS


- Em pleno século 21, em uma época que  se vive o futuro e estamos nas entranhas da tecnologia de última geração, é triste constatar uma realidade que nunca, jamais deveríamos está presenciando. Vidas sendo ceifadas por homens ignorantes que se escondem por trás de jagunços  e ou homens  covardes que buscam ideias sem o mínimo recurso da lei.
- Segundos os dicionários, o significado para "fazendeiro" é: ( Proprietários de fazendas ) - (Brasil, Senhor de Grande Propriedade Rural)
- Para a palavra "índio" dá entender nos dicionários que índios são povos que colonizam um lugar, antes da colonização de outro povo, segundo a "enciclopédia livre - Wikipedia" a palavra povo indígena é muito ampla.
- Se repararmos com um olhar clínico para as duas palavras, veremos que o que muda na verdade são as vestimentas de um para com o outro. Pode-se dizer que índios e fazendeiros tem o mesmo significado, isso, na prática. E o estado tem sim a responsabilidade de evitar essa matança sem precedentes. Vemos em um país onde se mata gente como se mata vermes, com o governo de braços cruzados enquanto a Imprensa divulga as mazelas espalhadas pelos confins de nossas terras.
- Quando digo que Fazendeiros e Índios se equiparam e as diferenças - acredito eu - estão apenas nas vestimentas, é porque nenhum índios comprou terras e pagou impostos sobre elas. Por exemplo, as terras que eles invadiram e lá se apossaram eram de quem, para que eles se achem donos? Quantos aos Fazendeiros, como foi que eles se tornaram fazendeiros se tornando dono de milhares de hectares de terras? Os fazendeiros compraram essas terras de quem? e será que eles pagam impostos justos por essas terras? Os que venderam as terras para os atuais fazendeiros, eles compraram de quem? Eles pagavam impostos? 
- Viajando de avião ou de ônibus, de canto a canto do Brasil, vemos que o país tem terras para acabar com a mazelas dos que procuram um lugar para construir. Sei que tem que haver toda uma infraestrutura a qual cabe o governo viabilizar. Mas voltemos aos problemas das matanças nas guerras entre fazendeiros e índios. Claro que os índios pelados tendem a levar a pior, já que seu poderio é fragilizado pelas condições de vida que levam, não tendo dinheiro para compras de armas. Ao contrário dos fazendeiros que em seu mundo burguês, podem pagar jagunços e armá-los para uma guerra injusta. Fico imaginando se os índios pelados tivessem dinheiro para se armarem, como seria o combate com os índios vestidos? Não seria difícil imaginar que tivêssemos uma guerra cível.
- Enquanto o Governo se omite nesta questão, lamentavelmente ficamos aqui assistindo através dos noticiários dia sim, dia não, semana sim, semana não, mês sim, mês não carnificina, chacinas sem motivo.. Entra ano e sai ano, e vemos apenas os mortos enterrando seus mortos. Por que após as chacinas, os governantes nunca sabe quem foi o mandante. O poder não sabe quem são os fazendeiros que mandaram executar os índios, nem tão pouco quem são os caciques que mandaram executar os fazendeiros. 
- Cabe o governo buscar solução para um mundo que acredito não está apenas na ganância dos envolvidos. O governos não tem que ter rabo preso com índios vestidos nem pelados. Ou será que o governo está do lado dos fazendeiros por causa dos rios de dinheiros que talvez os fazendeiros doam para campanhas eleitorais? Se os índios vivem em guerra com os outros índios, o resultado é a morte de inocentes e culpados. Porém invariavelmente a morte dos índios pelados é tão certo quanto dois mais dois são quatros. Muitos são assassinados por massacres, e até hoje, não se sabe quem mandou assassinar massacrando. Hoje existe algum mandante preso por que invadiu outro território e causou morte?
- Sim, o governo fecha os olhos para o submundo das terras, terras brasileiras, que na verdade ninguém é dono de nada. São terras que pertence ao país. E dessa maneira, se as terras pertencem a nós brasileiros, cabe ao poder dividir e subdividir. Doando-as para que as terras sejam produtivas em prol da nação.
- Sim, é fácil e triste ter que julgar o que não conhecemos. Se não conhecemos, por que então nossos meios de comunicação não se alia ao governo em busca de solução? E abre para toda sociedade o que de fato acontece? Uma vez que a imprensa só sabe mostrar a carniça depois que os abutres já roeram o osso. 
- Caro leitores, torço para tudo que escrevi aqui seja apenas fruto de minha imaginação. Que eu deveria buscar mais informação para passar a verdade sobre os massacres, entre índios pelados contra índios vestidos. Aqui mostro apenas o ridículo de ver um estado molenga, sem capacidade de resolver um problema que se arrasta por  centenas de anos a fio, sempre levando pessoas às covas.
- Lamentável em ter que viver em um mundo globalizado cheio de modernidade vendo vidas ceifadas por pessoas que fazem questão de continuar vivendo no tempo onde a força bruta e armas de fogo, era a saída para se conquistar poder e dinheiro.
- Do lado de cá só nos resta, apelar e torcer para que apareça alguém do poder como o presidente da república, deputados, governadores, prefeitos, padres, bispos, promotores, senadores... Façam algo para dar um fim nestes conflitos; Saindo do lado de cá, só Deus na causa! Deixe seu cometário!


17243







terça-feira, 25 de abril de 2017

CANGUARETAMA REPRESENTADA EM deusa Sexy Plus Size"

ENTRETENIMENTO



                                     CANGUARETAMA RN REPRESENTADA

                                                      (  deusa SEXY PLUZ SIZE  )

                   Kessia Pessoa REPRESENTA CANGUARETAMA RN NO EVENTO

                                                        https://youtu.be/Xx7U2zCVdRw



DE CANGUARETAMA-RN PARA O MUNDO

ENTRETENIMENTO


                                              DESFILANDO NA PASSARELA
 




            https://br.noticias.yahoo.com/deusa-sexy-plus-size-leva-185142157.html

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Leia Comigo Blog: Resenha 400 Anos Infarto

Leia Comigo Blog: Resenha 400 Anos Infarto: Olá leitores tudo bem? Hoje trago para vocês a resenha do livro que recebi da Planeta Azul Editora 400 Anos Infarto ( A vida antes, duran...

TENHO O PRIVILÉGIO DE TER MEU LIVRO RESENHAADO POR UM BLOG SUPER INTERESSANTE, UMA GAROTA DE MUITO FUTURO, "QUEILA RAMOS"

MAIS UM PASSO RUMO AO SUCESSO.

SUCESSO PARA MIM, NADA MAIS É DO QUE VER O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS LENDO O LIVRO 400 ANOS, E MAIS ALGUNS QUE PUBLICAREI NO FUTURO. CONTUDO, SE APENAS MAIS DE UM LÊ, FICO FELIZ PELO SIMPLES FATO DE SABER QUE PASSEI ALGO PARA ALGUÉM. CLIQUEM AQUI E VIAGEM NESSA EMOÇÃO!
                                                                             ( 17033)

sábado, 1 de abril de 2017

O BEIJA-FLOR

POESIA




                                                            O BEIJA FLOR


- Feliz aquele que mora rodeado de flores,
  Aquele que dorme entre as árvores, com o sorriso no rosto
  Sorriso aberto ao ouvir o canto dos pássaros aliviando as dores
  Voado em pensamentos , realizado seus próprios gostos

 - Fechar os olhos e sonar que tem alguém por você morrendo de amores,
   Descansado flutuando sobre as águas mortas que vêm do oposto
   Vendo pétalas que voam ao sopro do vento exalando olores
    Beija-flores trazendo o néctar sugado deixando na boca um doce exposto

 - Felicidade é ver os beija-flores nos seus olhos sempre ao amanhecer
   Trazendo vida para minha vida nos zunidos de suas asas coloridas
   Sentir que seus pés não tocam o chão para sentir o doce no ar

- O canto do colibri é muito difícil de se ouvir, mas nos teus olhos eu posso ver
   Meu amor nasceu desde o passado para toda vida, nossas vidas
   Voa beija-flor, vai e vem colibri e não deixe esse encanto do amor acabar.


16985.

domingo, 19 de março de 2017

O RÉU JULGANDO SUSPEITO

                                  CRÔNICA

Você é capaz de acreditar nos políticos? Esse a baixo é apenas um exemplo dos políticos atuais que não se deve ter como exemplo... E não venham com a história de que quem nunca errou que atire a primeira pedra, este argumento não serve quando  se diz respeito aos políticos brasileiros, quiçá do mundo!

As ações que correm contra Eduardo Cunha

- (fonte)https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=4812670926160667943#editor/target=post;postID=203345901477333
Jornal GGN - Esta matéria, publicada em maio de 2013, é parte de uma estrutura de livro que tem por título "As aventuras de Eduardo Cunha, dono do balcão de negócios da Câmara". O material, compilado por Luis Nassif, mostra as peripécias do deputado federal, algumas vezes como autor, outras como réu, de tantos processos no Supremo Tribunal Federal. São 22 processos e, entre eles, três inquéritos que apuram possiveis crimes cometidos por Cunha na época em que foi presidente da  Companhia de Habitação do EStado do Rio de Janeiro (CEHB-RJ), entre 1999 e 2000. Denúncias vão desde falsificação de documentos até manipulação de licitações. No plenário, Luiz Fux defendeu o deputado. Acompanhe a seguir.

No Supremo Tribunal Federal (STF), pelo menos vinte e dois processos têm como parte o Deputado Federal Eduardo Cosentino da Cunha, líder do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB)  na Câmara dos Deputados. Ora como autor, ora como réu.
Entre eles, três inquéritos 2123, 2984 e 3056. Todos para apurar possíveis crimes cometidos por Cunha na época em que ele era Presidente da Companhia de Habitação de Estado do Rio de Janeiro (CEHAB-RJ) entre 1999 e 2000.
O primeiro e o terceiro procedimentos instaurados (2123 e 3056), em 2004 e 2010, buscam apurar crime contra a ordem tributária (sonegação de impostos). O segundo (2984), aberto em 2010, verifica o cometimento de crime contra a fé pública por falsificação de documentos. Os documentos em questão seriam pareceres do Ministério Público que levaram ao arquivamento, no Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, do processo 106.777-0/00, para apurar fraudes em contratos celebrados pela Cehab-RJ, entre 1999 e 2000.  

Inquérito 2123
Dados do inquérito mostram a incompatibilidade entre as informações bancárias de Cunha (obtidas por quebra de sigilo pela Receita Federal) e a movimentação financeira e de rendimentos declarados por ele entre 1999 e 2000.
Ao protocolizar este  inquérito, o procurador geral Claudio Fonteles disse que várias acusações contra o deputado Eduardo da Cunha já teriam sido alvo de apuração pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), mas não houve provas suficientes para levarem as investigações à frente e os inquéritos destas acusações foram arquivados.
De acordo com o procurador, a necessidade de abertura deste inquérito seria a ausência de investigação sobre a prática de crime contra a ordem tributária, de indícios de houve o crime e a necessidade de se descobrir a existência de provas materiais que caracterizem os fatos como crime.
Em julho de 2004, o plenário do Supremo decidiu, por maioria, acompanhar o voto do relator, ministro Sepúlveda Pertence. Consta da decisão o deferimento de habeas corpus e a impossibilidade de instauração do inquérito. Ambos pronunciamentos ocorreram devido à necessidade de se aguardar a decisão definitiva do processo administrativo instaurado na Receita Federal sobre a existência ou não de crime contra a ordem tributária. No entanto, a decisão do Supremo não afastou a possibilidade de a Procuradoria Geral da República promover ação penal pública contra Cunha caso o crime seja confirmado.  
Em dezembro do mesmo ano, o relator do inquérito, ministro Gilmar Mendes, deferiu o encaminhamento de cópias das informações prestadas pela Receita Federal e dos demais documentos que instruem o inquérito à 4ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do MPRJ.
O recebimento destes documentos pela promotoria eram essenciais para a instauração do inquérito civil n.º 490/2002 para apurar eventual ato de improbidade administrativa do ex-presidente da CEHAB-RJ.
Inquérito 2984
O inquérito tem como base crime contra a fé pública por falsificação e uso de documentos falsos (art. 297 c/c artigo 304, ambos do Código Penal).
O documentos falsificados foram inseridos no processo do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) nº 106.777-0/00 e deram margem para que o Juiz Luiz Lopes arquivasse o processo. Supostamente tais documentos teriam sido juntados exatamente com o intuito de obter o arquivamento.
Na denúncia, o procurador geral Roberto Monteiro Gurgel Santos aponta a apresentação, ao TCE-RJ, de duas cópias de uma promoção de arquivamento supostamente promovida pela Promotoria de Defesa da Cidadania e do Patrimônio Público, subscrita pelo promotor de justiça Humberto Dalla Bernadino de Pinho, referentes aos processos MP nº 4605, 4271, 4810 e 4935/2000, uma das quais autenticadas pelo ex-subprocurador-geral de justiça Elio Gitelman Fischberg. Além de um suposto voto da procuradora de justiça Elaine Costa da Silva (MPRJ) sobre os mesmos processos.
Ainda de acordo com a denúncia,  a falsidade dos documentos foi constatada por meio de exame grafotécnico, o qual resultou no laudo ICCE RJ-SPD 012.322/2008. O laudo atesta que todas as assinaturas dos promotores públicos estaduais constantes nos documentos são falsas. À exceção da assinatura do ex-subprocurador-geral de justiça Elio Gitelman Fischberg.
Com base nestas informações, o procurador geral resolveu por denunciar o Deputado Federal Eduardo Cosentino da Cunha, o advogado Jaime Samuel Cukier e o ex-subprocurador-geral de justiça Elio Gitelman Fischberg por fraude e uso de documentos oficiais.
Além de provas documentais, Gurgel pediu que se chamasse como testemunha dos fatos, o promotor de justiça Humberto Dalla Bernadino de Pinho (MPRJ), a procuradora de justiça Elaine Costa da Silva (MPRJ) e o desembargador José Muiños Piñeiro Filho do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ).
Neste caso, a decisão do supremo foi pela abertura do inquérito para a apuração dos fatos. Outra decisão do STF, devido à conexão do inquérito com o processo nº 106.777- 0/2000 do TCE-RJ em que os documentos falsificados foram inseridos, foi de que o inquérito e o processo seriam mantidos separados.
Em outrubro de 2010, o STF manifestou-se pela primeira vez, quanto à produção de uma nova midia digital referente a outro inquérito (inq 2774) que corre em segredo de justiça.
Em dezembro de 2012, outra decisão do supremo. O Ministro Gilmar Mendes defere o pedido da Desembargadora Leila Mariano, relatora da ação penal nº 2008.068.00015, para que órgão especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) pudesse realizar em separado o  julgamento do ex-subprocurador-geral de justiça Elio Gitelman Fischberg e do advogado Jaime Samuel Cukier. A suprema corte acolheu o pedido e a corte do Rio de Janeiro em separado julgou ambos os réus da ação penal.
No processo movido pelo órgão especial, Fischberg foi condenado a três anos, 10 meses e 11 dias de reclusão, em regime aberto e perdeu sua função pública. A pena, entretanto, foi substituída por duas restritivas de direito: prestação de serviços à comunidade e pagamento de R$ 300 mil ao Instituto Nacional do Câncer (Inca). Cukier foi absolvido por falta de provas. A decisão pode ser vista neste link.
Em 21 de março deste ano, o Supremo Tribunal recebeu a denúncia contra o Deputado Federal Eduardo da Cunha. O MInistro Luiz Fux - também afilhado político de Sérgio Cabral - contrariou seu estilo e votou a favor de Eduardo Cunha.
TCE-RJ

Segundo informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Contas do Estado Rio de Janeiro (TCE-RJ), em setembro do ano passado, o TCE-RJ reabriu as investigações sobre fraudes em contratos celebrados pela Companhia Estadual de Habitação (Cehab), entre 1999 e 2000, período em que a empresa foi presidida por Eduardo Cunha.

O caso havia sido arquivado em 2004, a pedido do então relator do processo, conselheiro Jonas Lopes, com base nos documentos supostamente autênticos do Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro. Tais documentos inocentavam Cunha e outros gestores da CEHAB-RJ de quaisquer fraudes em licitações no período de sua gestão.
Posteriormente, o próprio MP constatou que os documentos eram falsos e responsabilizou o ex-subprocurador-geral de Justiça, Elio Fischberg.
No dia 27 de agosto de 2012, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça condenou Fischberg pela falsificação. O TCE aguardava a decisão da Justiça para prosseguir ou não com as investigações.
O processo foi reaberto e está tramitando normalmente pelos setores do Corpo Técnico do TCE. O relatório irá posteriormente para um dos sete conselheiros, que será o relator. Ele apresentará seu voto para votação em plenário, em data não definida.
O processo pode ser acessado pelo site do TCE (www.tce.rj.gov.br), processo: 106.777- 0/2000 -Eduardo Cosentino da Cunha.
Inquérito 3056

Este terceiro inquérito envolve de uma outra forma o Deputado Eduardo Cosentino da Cunha.

Outros processos
Eduardo Cosentino da Cunha ainda está envolvido em outros processos fora do Supremo Tribunal Federal. Entre eles:
– Inquérito que apura crimes contra a ordem tributária. TRF-1 Seção Judiciária do Distrito Federal – processo 0031294-51.2004.4.01.3400
– Ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal. TJ-RJ Comarca do Rio de Janeiro – processo 0026321-60.2006.8.19.0001
- Ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Estadual. TRE-RJ – processo 59664.2011.619.0000
– Representação movida pelo Ministério Público Eleitoral por captação ilícita de sufrágio. TRE-RJ – processo 9488.2010.619.0153
– Ação de investigação judicial eleitoral movida pelo MPE por abuso de poder econômico. TSE – processo 707/2007

– Recurso contra expedição de diploma apresentado pelo MPE por captação ilícita de sufrágio.

Prerrogativa de Foro
No caso de Cunha, ambos os procedimentos tiveram origem no STF e foram movidos pela Procuradoria Geral da República devido à prerrogativa de foro concedida pelos artigos 58, I e II da Constituição Federal de 1988, pelos artigos 1º a 12 da Lei 8038/90 e os artigos 230 a 246 do Regimento Interno do STF. Ou seja, por ser Deputado Federal.
Destaques
As ações que correm contra Eduardo Cunha no Supremo
Vão desde falsificação de documentos até manipulação de licitações. No plenário, Luiz Fux defendeu o deputado

sábado, 18 de março de 2017

BRASIL, UM PAÍS PODRE!

CRÔNICA



                                                           BRASIL, UM PAÍS PODRE!

- Lamentavelmente mas uma vez somos pego de surpresa neste país que muitos dizem amar. É sim de se lamentar, porque nunca aparece uma surpresa boa. Como se já não bastasse a podridão dos ladrões da LAVA JATO, agora aparece mais um escândalo, o da CARNE PODRE. E como estamos num mundo globalizado, não ficaríamos de fora da repercussão do mundo. O Brasil está mais uma vez nas manchetes do principais jornais do mundo a fora. Tal qual LAVA JATO,  a máfia da  CARNE PODRE, segundo o site PARANAPORTAL.UOL.COM.BR também tem os dedos de políticos, ou melhor os garfos dos ladrões políticos.
- O site abre com a manchete: "ESQUEMA ILEGAL EM FRIGORÍFICO AJUDAVA CAMPANHA DOS PARTIDOS PMDB e PP".
- O trecho a seguir é referente à matéria acima (A Megaoperação da policia federal foi deflagrada na manhã desta sexta-feira dia (17), com o objetivo de desarticular uma organização criminosa liderada por fiscais agropecuários federais e empresários do agronegócio. Aproximadamente 1.100 policiais federais cumprem 309 mandados judiciais,sendo 27 de prisão preventiva, 11 de prisão temporária,77 de condução coercitiva e 194 de busca e apreensão em residência e locias de trabalho dos investigados e empresas supostamente ligadas ao grupo criminoso.
- Essa podridão que o país se encontra, todo e bom brasileiro sabe que não é de hoje. Vivemos aqui em um mar de lama, e agora estamos em um nível mais baixo, o nível da podridão, ou melhor, da putrificação.
- Para quem não lembra outros cachorros mortos já foram encontrados nas bancadas do congresso nacional, como em 1998, onde a revista VEJA de 1998 - ANVISA- já alertava sobre a máfia dos remédios FALSOS. A ISTOE.COM.BR/NOTICIA em 27-05-2009 escancarava o escândalo da máfia dos REMÉDIOS FALSOS. 
- Estou lembrando este outro caso de podridão para mostrar que ninguém respeita ninguém. Ninguém se importa com a saúde ou com a vida do outro. Sabe qual a diferença de um bandido assassino que mata no ato do latrocínio para alguém que comercializa carne podre ou remédio falso? Pois é, nenhuma diferença, porque se trata de tirar a vida do próximo. E comentem estes crimes sem nenhum pudor, rubor, vergonha, nada...nada... Não se importam quem vai morrer ou ficar doente por resto da vida. Para tais criminosos o importantes são os umbigos deles, as contas bancárias deles; Nem que essas contas sejas aqui ou nos paraísos fiscais por esse mundo de meu Deus.
- O Brasil é sim um país podre. E não depende apenas de mudanças de atitude, mesmo porque não temos a cultura de atitudes. O Brasil não é um país educado para respeitar os bons costumes, acredite tem gente que nunca dá um bom dia a ninguém. Aqui infelizmente é cada um para si e Deus por todos. Não importa o que ou como são os outros países, sinceramente eu não vivo lá e como outros milhões de brasileiros vivemos aqui. Pois aqui é a nossa casa, o nosso quintal. 
- "Não adiante chegar aqui e darmos conselhos e criamos matérias específicas de éticas e bons costumes (para escola). Isso é utopia." E estou a dizer que em outros países tudo isso também é em vão, pois a índole do homem, como diz a Bíblia, é má!. Veja por exemplo que temos dentro de nossa própria casa ao lutarmos para educar os filhos no caminho do bem... eles dizem sim na sua frente mas muitas vezes por trás agem dizendo não. Ou isso não acontece? Agora imagine em um congresso com mais de mil  representantes, cada um com seus interesses e objetivo peculiar!
- O que faz então o Brasil ser um país podre? O que transformou o estado que não tem poder? Porque o Brasil se arrasta nesta lama da corrupção e agora na carne putrificada? O governo quer criar currículos escolares valorizando e educando para que as pessoas sejam honestas, para que as pessoas aprendam a serem éticos? Tudo bem, não deixa de ser louvável. O problema é que todo mundo sabe o que é pecado, no entanto ninguém está nem aí se estão pecando ou não, e olha que o castigo no que segundo se teme, vem de Deus. No caso da falta de ética o castigo vem de onde?
- Volto a bater na tecla que o problemas dessa roubalheira está unicamente e exclusivamente nas leis que são obsoletas. Não é a solução? Pode não ser! Mas se o estado criar currículos escolares para educar a sociedade, mostrando o valor de se ético, e as consequências de quem prefere tirar vantagens em tudo, com certeza essa roubalheira diminuiria. Quem não conhece o ditado que a criança de hoje é o futuro da manhã? Gente isso significa que os nossos representantes foram as crianças de ontem, e olhem o resultado que nos encontramos. As crianças que eram o futuro transformaram esse futuro em um país corrupto e podre como estamos vendo.
- O Brasileiro, deveria sair as ruas sim, mas sair para exigir que o congresso mude as leias, crie leis novas, leis sérias, leis que façam as outras leis serem cumpridas, (não uma lei que elimina outra lei, conforme é o que mais se tem, fazendo com que muitos advogados e juízes, aleguem, que estão apenas cumprindo a lei, quando na verdade eles estão anulando uma lei com outra lei. A sociedade não aguenta mais isso. Já que os ladrões que lá estão não se mobilizam para tentarem aperfeiçoar as leis. Então que a sociedade faça sua parte forçando e exigindo do congresso que busquem novos caminhos. Lembram do ditado ou das palavras de Cristo que diz, QUEM NUNCA ERROU QUE ATIRE A PRIMEIRA PEDRA? No Congresso será que se salva alguns? Quem arrisca defender alguns do que lá se encontra?
- Por enquanto vamos torcer que a cadeia seja o lar desses que fazem questão de tratar todos nós como bode expiatório ou cobaias dos seus projetos maliciosos e corruptos. O único lugar que pode acabar com a podridão do país é o mesmo que transformou o país em podridão, e este lugar é o congresso. Conheça o antro:

                                      Resultado de imagem para imagem de dentro do congresso nacional
16.700

Publicação em destaque

A DISTÂNCIA E A SAUDADE

CRONICA                      ADISTÂNCIA E A SAUDADE     A vida começa na concepção do amor. São muitas brincadeiras, risos e palha...