sexta-feira, 12 de abril de 2013

O MUNDO CÃO!








                                         UM MUNDO EM GUERRA.



              Alguém está com medo de uma guerra mundial? Será que uma guerra afetará o Brasil a ponto de mandarmos um exército à batalha? A pergunta que eu gostaria de ter resposta é essa: "Qual o verdadeiro motivo da guerra, que a Coreia do norte tanto ameaça a Coreia do Sul e o EUA? 
                            A ONU, está lá tentando resolver esses conflitos e tentando se impor, como um órgão pacificador. São sanções e mais sanções ao país briguento. Nós sabemos que existe estudiosos que sabem exatamente o por quê desses conflitos. Explicam, explicam, explicam, e pouco entra na cabeça de nós leigos. Logo, se o conflito se concretizar, vamos ver imagens de altas tecnologias de um país destruindo o outro e com grandes perdas civis. Civis é civis em qualquer parte do mundo. Ou os Coreanos estão querendo participar dessa batalha? 
                            Perguntas, é o que não vão faltar... Respostas é o que terá de menos! Vivemos num mundo, por mais que não queiramos entrar nesse assunto, não podemos fugir da realidade que nos envolve: "O mundo dos Gananciosos" quais políticos e ditadores que acreditam na 'força' para conseguir o que não vamos saber nunca. Talvez apenas o desejo de matar pessoas, já que quer queiram ou não, esses infelizes também morrem. No entanto, me parece que antes de morrerem, eles, têm o mórbido desejo de matar, tanto civis como militares. Falarei a verdade, fiz uma finíssima pesquisa, e me parece que, não sei se é a principal causa, já que minha pesquisa foi tão fina que quase não descobri nada. Mas o pouco que descobri, me parece ser por causa de testes nucleares, coisas assim tipo bomba atômica. Que interesse tem um país em ter armas nucleares? Já não bastam as armas que já existem, com um poderio infernal? Se os países estão interessados em ter suas próprias bombas atômicas, isso significa, que tanto faz matar ou morrer. O problema é saber quem serão os mortos.
                            O homem, se fazendo valer como patriota, vestem-se de roupas camufladas representando seu país, como se estivessem fazendo um grande favor à nação. Contudo, nenhum dos governantes, vão para linha de tiro, salvar assim o país que segundo eles mesmos falam, são deles. O militar,  cego e ferido (acha) no seu orgulho, cantam cânticos de guerras, para alimentar o espírito na esperança de matar o inimigo. Inimigo? Quem é o inimigo?
                             Não é impossível que noventa por cento da sociedade, não tenha conhecimento do que é capaz uma bomba atômica, ou outras armas nucleares, armas químicas. Às vezes chego a acreditar que só com a "morte" desses mentes fechadas pelas ganância de poder e dinheiro, seja a solução. Não que nós o matemos, mas que o estado, busque eliminá-lo da cadeira a qual esse assassinos estão sentados. Uma nação não pode ficar a mercê de um pequeno grupo, que por motivo pessoais, leve uma nação inteira à destruição; Não só a dele como às demais que não compactuam com seu pensamentos.
                              Guerra é guerra, e nunca será o caminho para paz. Cabe ao povo, que nem que morra nas mãos desses governantes, deixem claro que não desejam participar de qualquer movimento que seja para tirar a vida do próximo. E os filhos que estão engatinhando? Terão como herança, um pai morto e uma doença incurável, ou então uma mãe ausente, porque não tem meios de fazê-lo crescer como homem; Se é que o recém nascido, terá a chance de pelo menos, chamar: "mamãe"! 
                                Fica aqui minha esperança, que todo esses conflito, mantenha-se debaixo dos chinelos desse que se dizem defensores de seu povo. Não é só a minha esperança, e sim, de todos que desejam a verdadeira paz.







                                                               

Publicação em destaque

A DISTÂNCIA E A SAUDADE

CRONICA                      ADISTÂNCIA E A SAUDADE     A vida começa na concepção do amor. São muitas brincadeiras, risos e palha...