Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

Número total de visualizações de página

quinta-feira, 18 de abril de 2013








                                         ASSUNTO MALDITO!


                                Sei que é um assunto surrado, batido, avacalhado, esmiuçado, estraçalhado etc,etc. Na verdade é um saco falar desse assunto, principalmente quando vemos políticos querendo ganhar renome, se aproveitando do tema para tentar ganhar votos em eleições futuras.
                                Eu não gostaria de escrever sobre esse tema. Pois já está pra lá de chato. Porém infelizmente, é um assunto que por mais que esteja destroçado e arregaçado, é importante que de um jeito ou de outro não esqueçamos que esse maldito assunto afeta todos nós. Em primeiro lugar, quero deixar claro que não sou político nem muito menos candidato a algo. Sou um simples anônimo, e tento sempre que posso escrever algo que ajude, nem que seja só na forma de pensar, dos que leem.
                               Do que mesmo estou falando? Do maldito mundo das drogas! Se você reparar direito, notará que falta assunto novo sobre entorpecentes. Falar o que? que droga mata... que acaba com o sujeito e com a paz familiar... que os traficantes ganham rios de dinheiros com o vício do mal... que existe guerra declarada entre traficantes e entre usuários, e quem sempre para com a vida são os usuários... que as leis do submundo das drogas só protege eles próprios... ?
                               Não, não vou falar sobre isso. Os usuários sabem disso, a imprensa sabe disso, o governo sabe disso, a família do viciado e não viciado sabe disso, a sociedade sabe disso, eu e você sabemos disso. Não, não vou falar!
                               Contudo, não posso me calar, diante de tanta decadência humana; Aceitamos de braços abertos o nosso próprio fim, diante do que achamos que de início é apenas uma diversão. Tudo é droga? é! antibiótico é droga? É! cigarro é droga? É! cerveja é droga? É! cachaça é droga? É!
                               Já falei... Não quero falar sobre isso!
                               Quero falar sobre pessoas que vejo dormindo ao relento em tempos gelados. Sem cobertores e longe do leito familiar. Homens e mulheres com suas bocas cheias de dentes podres, corroídos pelas drogas. Crianças e adultos que ficam dias sem tomar banhos, exalando odores fétidos por ondem passam. Mulheres grávidas que não sabem o futuro que darão aos filhos, e moram nas ruas, nem mesmos sabem quem é ou quem foi equem será o pai de uma crianças que já nasce infectado pelas drogas. Adolescentes morrendo nas mãos de traficantes, e até garotas que matam amigas ou se suicidam, isso quando não mandam matar os pais. Netos que agridem ou matam os avós, para adequerir d

Publicação em destaque

A DISTÂNCIA E A SAUDADE

CRONICA                      ADISTÂNCIA E A SAUDADE     A vida começa na concepção do amor. São muitas brincadeiras, risos e palha...