Número total de visualizações de página

MAGAZINE ERIKA!

segunda-feira, 15 de abril de 2013

EU SOU FORTINHO! MAS POSSO SER MENOS/







                                       "ESTÁ NAS SUAS MÃOS 
                A BELEZA DO SEU CORPO"


          Esta semana me surgiu à mente, sem menos esperar que é fácil de emagrecer sem um sacrifício fora do comum. Sim é verdade, que em todos tipos de dietas, precisamos de um dose de esforço, mas nesse caso, não é tão forçado assim.
                   Já notou que quando estamos numa dieta em especial para perda de peso, nos deparamos variavelmente, só  com coisas boas? Não podemos comer isso, nem aquilo e muito menos aquilo outro ou outro aquilo. Eu particularmente, estou tentando perder 4 quilos, até que estou conseguindo, o problema é que já fazem dez meses de regime e só consigo 1 ou mais ou menos 1.
                   Esta semana, me parece que a fome apareceu com mais volúpia, e quando é assim, eu me lembro do regime, e fecho a boca. A dona do lar, sabe por exemplo que eu adoro comer macarrão. Então o que ela faz? cozinha bem pouco, só pra que eu não coma muito. Já notou a descoberta de como você pode emagrecer se sofrimento? Bem de macarrão eu entendo, e ador comer bastante, e sendo assim dou sempre um jeito de comer um pouco mais, mesmo a dona do lar fazendo menos.
                  Veja bem, se eu fecho a boca ou tenho que fechar para poder emagrecer, isto quer dizer que tudo que gosto tenho que comer pouco. Viu como é lógico? O que você talvez não saiba o que é realmente absurdamente lógico. Foi nisso que fiquei pensando. Se eu não posso comer macarrão bastante porque engorda, isso quer dizer que comendo o bastante o que não gosto e não engorda... emagreço? É!
                   Pense, se pra emagrecer temos que comer o que gostamos o menos possível, isto significa, que com um pouco de esforço, podemos comer à vontade, o que não gostamos!!!! Faça uma relação de tudo que você até, detesta e passe a se alimentar sempre com isso, porque uma coisa é garantida, quando não gostamos é natural que comamos pouco. E pouco é o que precisamos para emagrecer. Então quando já estivermos gostando de comer o que antes não gostávamos, o estômago, é possível que já tenha diminuído seu tamanho. Alface, tomate, berinjela, cebola, pimentão, limão, coentro, beterraba, frango sem pele, peixe, arroz, feijão, verduras e mais verduras, jiló... O que mais você não gosta, acrescente  à esta lista e faça disso sua alimentação. Detalhe, quando você já está comendo em demasia, procure outras coisas que não goste e dê mais uma implementada no seu cardápio. Será que vamos emagrecer assim, comendo o que não gostamos, mas sendo uma alimento sadio? Você acha que tem lógica? Se achas, é só seguir a razão do nosso próprio paradoxo, adorando o bom e se alimentando do "ruim"

                                                        Deixem seus comentários, se concordas diga porque.
                                                        Se não concordas também quero saber, porque.
                                                        Afinal pode não ter lógica!!!!

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

Publicação em destaque

A DISTÂNCIA E A SAUDADE

CRONICA                      ADISTÂNCIA E A SAUDADE     A vida começa na concepção do amor. São muitas brincadeiras, risos e palha...