Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

Número total de visualizações de página

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

ABORTO, O CULPADO!

CRÔNICA - REEDITADO



CRÔNICA


ABORTO - O CULPADO


                                       TEMA, de grande discussão. Acredito que em todo mundo. Muitos defendem a vida, dizem que ela é o bem mais precioso que Deus deixou.  Você é a favor ou contra o aborto? Tenho certeza que você deve está entre os 50% que dizem sim ou nas porcentagens que dizem 'não'. O fato é que o mundo inteiro se mobiliza, fazendo protestos contra ou a favor.
                                              A mulher diz que é um direito dela se deve ou não ter o filho, os que não estão passando por situações semelhantes acreditam que não importa a causa da gravidez, a vida que está dentro do ventre merece viver. Mas em fim, o que significa aborto? Bem o dicionário diz o seguinte:
 (ABORTO) 1 Expulsão de um feto ou embrião por morte fetal, antes do tempo e sem condições de vitalidade fora do útero materno.
2 Produto dessa expulsão.
3 Coisa ou resultado desfavorável ou imperfeito.
4 Fenômeno estranho ou raro.
5 Pessoa ou coisa considerada disforme.
 (ABORTAR)  1 Interromper o sucesso ou a continuação de algo.
2 Expulsar, espontânea ou voluntariamente, um feto ou embrião, antes do tempo e sem condições de vitalidade.                               
                                                  RESUMINDO, aborto quer dizer parar de fazer algo de forma voluntária ou não. Aurélio explicou muito bem. Só que se tratando de gravidez, como diz os velhos, o buraco é mais embaixo. Por quê? Porque envolve além de quem contraiu a concepção, os familiares, e de uma maneira geral a sociedade. Tenho dito em outra crônica sobre esse mesmo tema que quando o problema é com os outros, tudo é mais fácil de resolver.
                                                LEIA TRECHO DAQUELA CRÔNICA: “Tomar um partido de ser a favor ou contra me parece hipocrisia. Veja se não... Os que dizem ser contra o aborto, abre exceção, os que dizem ser a favor, fazem o mesmo. O fato é que quem está de fora pensa de um jeito, e quem está passando pelo problema de uma gravidez indesejada, pensa de outro. O certo seria que todos os envolvidos, tivessem o direito de eles próprios decidissem qual o caminho que melhor conduz sua vida, nem que pra isso o aborto seja um mal necessário. Ter ou não um filho, gerado por meios forçados ou que seja detectado anomalia. Então, eis a questão: Por que se estamos dentro dos problemas não podemos tomar nossas próprias decisões, sem que..." - QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2013.
                                               Nesta mesma crônica cheguei a dizer que seria o bom senso que determinaria se a mulher deveria ou não abortar o ser que dentro dela se encontra. Citei como exemplo, uma gravidez causada por estuprador. Hoje o mundo está cada vez mais inteligente, as pessoas buscam informações e procuram está atenta em tudo que acontece ao seu redor. Tornando-se muito mais fácil responder ou decidir suas questões; Mas, para se chegar ao ponto de abortar uma gravidez, não se pode negar que há vários motivos envolvidos. Que só quem está vivendo sabe quais. Geralmente quem está decidido ao ato do aborto, o último conselho que ele aceita é o religioso. Menos ainda o que diz a lei dos homens, se a interrupção de uma gravidez é crime ou não. As pessoas envolvidas, muitas vezes arriscam perde a própria vida à aceitar um filho indesejado.
                                            Busca-se um culpado, para abortar uma cria que no ventre foi instalada. Afinal, onde se encontra o culpado? Quem é o sujeito? Ele é doido? O feto tem deformação? A mulher é uma doente mental? Existe risco de morte para a mãe? ...Eu vi uma propagando onde diz  que 'as pessoas que são a favor do aborto, estão todas vivas' ... Alegam assim, que os vivos tiveram a chance de nascer, e agora querem impedir a vida de outro.
                                            Você que está lendo essa crônica, és a favor ou contra? Eu, acredite, sou a favor... E sempre serei a favor... A favor da decisão de quem está envolvido. Acredita-se que a solução é abortar, que façam. Se a decisão é dar continuidade a gestação, eu também sou completamente a favor. Porque o preço quem vai pagar após a decisão tomada, é exatamente quem está envolvido. Seja um preço cobrado pelas leis dos homens, ou pelas leis de Deus. É muito importante que as pessoas que não estão envolvidas diretamente, se solidarizem com quem vai tomar uma decisão tão difícil.
                                             Mas não vou refutar de minha resposta sobre quem é o culpado no meu modo de ver. O homem, ele é culpado sim, quando faz  ou força  que uma mulher aborte um filho. A mulher também é culpada quando toma a decisão de interromper a gestação. Nem sempre a gravidez é indesejada, passa a ser indesejada. O ABORTO, de maneira geral, não é apenas a interrupção da vida de um feto. Jogar uma criança no lixo, dentro de um saco, arremessa-la na caçamba de lixo, não se pode negar que isso também é aborto. Neste caso não apenas só a mulher é culpada de um crime, o homem que ajudou a fazer a criança, também é culpado. Cadê ele? Está se escondendo onde, para não assumir o filho que fez? Não importa se é na lei dos homens ou se é na lei de Deus, tirar uma vida é crime! Sendo assim... Cada um tem que responder pelos atos que tomam. Se tiver que sorrir... Sorriam! Se tiver que chorar... Que chorem!!


25/11/2015


                                       
GOSTOU DESSA CRÔNICA? DIVULGUEM, NO FACE OU EM OUTRA REDE  SOCIAL!
http://400anosolivro.blogspot.com.br/ - Obrigado ... DEIXEM SEUS COMENTÁRIOS.

Publicação em destaque

A DISTÂNCIA E A SAUDADE

CRONICA                      ADISTÂNCIA E A SAUDADE     A vida começa na concepção do amor. São muitas brincadeiras, risos e palha...