sábado, 1 de outubro de 2016

É AMOR, REENCONTRO COM O ENCANTO!

POESIA



    É AMOR, REENCONTRO COM ENCANTO

            Trago comigo, dentro do meu peito tudo que um homem feliz pode ter
             Um coração batendo no compasso certo, só para falar do amor que sente  por você
             Mas quando eu trago este coração é porque comigo ele já estava, apaixonado
             Ele te conheceu quando já estava no fim da esperança, muito... Muito cansado


              Respirou fundo, tornou-se criança. Criança jovem, um adulto quase adolescente
              Falei para ele, que isso não era verdade, eu não acreditei, pensei ele mente
              Não, meu coração não mentiu, o belo realmente estava apaixonado, era amor
              Foi o primeiro encontro com este sentimento que adentrou na alma e me renovou


              É amor, tenho certeza, na verdade não tinha certeza de nada
              Tudo tão novo, tão no começo, tão estranho, tão profundamente calada
              A incerteza me dava a ideia de que algo mudara dentro de mim
              Quanta infantilidade, este meu coração fazendo novo algo sem começo e nem fim


               Tão maravilhoso foi nosso encontro, e hoje estamos lado a lado
               Não, nunca direi até que a morte nos separe, ela não anda com o amor abraçados
               Direi cada palavra que jamais esqueci, repetirei cada cena e beijo que recebeu
               Sei foi com sabor de lágrimas, mas qual amor que não tem esse gosto enxugado que deu?


                Depois de anos e anos, estou novamente apaixonado pela mesma mulher
                Nunca pensei que se amava duas vezes a mesma pessoa linda mais que o ontem
                Reapaixonar pela mesma paixão é loucura que só os loucos de amor são capazes
                É amor, reencontro com o encanto! Poder acordar e dizer te amo antes do café
                Pedir perdão quando a palavra escapar e magoar e buscar respostas, errei onde?
                Abrir os braços e sorrir, das falhas. Voltar a enxugar o sal que descer no amor que fazes


                 Tudo em ti é lindo, seus olhos, seus cabelos, seu andar, seu sorriso, tuas sobrancelhas
                 Meu único defeito, dizem, ser cego... Meu sorriso e felicidade provam o contrário
                 Vejo o mundo com os olhos do amor, e neste mundo tu estás e eu enxergar a obra de Deus
                 Tu és a obra do criador, que pôs em meu caminho, para mostrar o belo cenário
                 É amor, reencontro com o encanto, renovando este sentimento a cada dia no coração meu!


             

               
           
              

Publicação em destaque

A DISTÂNCIA E A SAUDADE

CRONICA                      ADISTÂNCIA E A SAUDADE     A vida começa na concepção do amor. São muitas brincadeiras, risos e palha...