Número total de visualizações de página

MAGAZINE ERIKA!

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

QUEM É RACISTA?

CRÔNICA



                                               QUEM É RACISTA?




O Mundo vive em polêmica e numa luta quase que perdida em uma batalha onde o preconceito racial tenha um fim. Declaradamente são poucos os que se dizem racistas. De vez em quando aparece um grupo que expelem suas fúrias agredindo verbalmente e fisicamente pessoa que para ELES não são normais.
 Os racistas não acham normais pessoas de cor negra, pessoas com opção sexual diferente da dele, e por aí vai. Na lei do homem existe diferença entre racismo e injúria racial.
"Embora impliquem possibilidade de incidência da responsabilidade penal, os conceitos jurídicos de injúria racial e racismo são diferentes. O primeiro está contido no código penal brasileiro e o segundo previsto na lei n.7.716/1989. Enquanto a injúria racial insiste em ofender a honra de alguém valendo-se de elementos referentes à raça, cor etnia, religião ou origem, o crime de racismo atinge uma coletividade indeterminada de indivíduo, discriminando toda a integridade de uma raça. Ao contrário de injúria racial o crime de racismo  é inafiançável e imprescritível.
A injúria racial está prevista no artigo 140, parágrafo terceiro do código penal que estabelece a pena de reclusão (prisão - cadeia) de 1 a 3 anos e multa, além de pena correspondente à violência, para quem cometê-la."
 Porém, quando alguém agride outro não se pode levar em conta se é racismo ou se é injúria. Por quê penso assim? porque as pessoas em momento de raiva , elas colocam para fora todos seus ódios e algo mais. Quando o agredido leva adiante a ofensa, então o agressor se esconde atrás dessa tal injúria racial. Na verdade deveria acabar com essa palhaçada chamada racismo ou injúria racial. É muita gente ofendida e muita gente ofendendo....é um chororo danado.É uns cheios de razões e outros cheios de não me toque.
As palavras a baixo em negritos* retirei de uma rede social, o mundo qual vivemos atualmente. Quem não concorda com isso? O problema maior é quando se parte para agressão física, neste caso se deve levar à delegacia de polícia para que se resolva e puna o agressor com a pena cabível. Quando a agressão é verbal, parece que a choradeira é maior e sem solução! É como se a palavra doesse mais que porradas.
Após muito pensar e ver que não se dar jeito, mesmo existindo leis contra o racismo e injúria racial, notei que de unir o útil ao agradável. Não diz o ditado quando não podemos com o maior, é melhor que nos unimos a ele? Por exemplo, hoje no Brasil há muitos que defendem a liberação da maconha por acreditar que assim dará fim ao tráfico de drogas... É verdade? É mentira? Não importa nossa opinião, acredita-se nisto. Quem é pior, o racismo e a injúria racial ou o uso da maconha? E não venham me convencer que o uso da  maconha é restrito apenas ao campo da medicina! Liberem e veremos.
 Por que então não liberar RACISMO E A INJÚRIA RACIAL? Deixe que xinguem branco disso e aquilo, que xinguem  negro disso e aquilo, os índios disso e aquilo, os pardos disso e aquilo. Porque o problema não está no xingamento e sim na educação de cada um. Por que não se pode chamar um negro de macaco? Só existe macacos negros? Também existem macacos brancos... Por que não se pode chamar um branco de macaco? Na verdade estão ofendendo os macacos. Será que chamam o negro de macaco só por que o macaco preto é feio? E quem disse que o macaco branco é bonito? Afinal feio ou bonito é um termo relativo, o que é feio para um é bonito para outro e o que bonito para um pode ser feio para outro, ou não é assim? veja essas duas espécies:

São de cores diferentes no entanto são macacos. O que não entendo por que apenas o negro se sente ofendido e o branco não. Ou o branco não sabia que existe macaco de cor branca? Se acabar com essa história de racismo ou de injúria social, é bem possível que se acabe com essa choradeira de ambas as partes. A educação é o carro chefe de toda uma sociedade, e como em todo mundo sempre haverá uma desavença entre os irmãos. O fato é que ninguém gosta de ser tratado de maneira mal educada. Vai chegar um dia que não vai poder mandar mais ninguém a merda, ou mandar a pessoa pra quele lugar ou tomar lá. Qual é o pior, mandar as pessoas fazer o que foi dito aqui ou chamar uma pessoa de macaco? O que não se pode é confundir uma coisa com a outra, pois o fator agravante é o semelhante que tem uma vida mais confortável que o outro, seja por meio financeiro ou de um grau de estudo superior querer humilhar o próximo que de certa maneira é inferior na escolaridade ou nos bens financeiros. Querer denegrir a honra do próximo, isso sim que deve  ser considerado crime. Como podemos aceitar o fato de sermos proibido de frequentarmos certos lugares apenas porque não estamos vestidos adequadamente? o que importa a roupa? Isto quem deve decidir é a própria pessoa que queira participar do evento. Se ela achar que suas vestimentas não constrange a si mesma, como poderá constranger a outro? A liberdade de expressão serve para que possamos viver em paz, o que não nos dá o direito de humilhar ninguém  tratando-os como farrapos. Eu gostaria muito de voltar ao passado não muito distante onde a brincadeira era um diversão sem maldade. E viva o homem, viva os bichos e viva os macacos, e por que não dizer também viva as gazelas, viva os porcos, e viva os cães... viva o ser humano e via os animais.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

Publicação em destaque

A DISTÂNCIA E A SAUDADE

CRONICA                      ADISTÂNCIA E A SAUDADE     A vida começa na concepção do amor. São muitas brincadeiras, risos e palha...