Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

Número total de visualizações de página

sábado, 31 de outubro de 2015

BRASIL - NÃO HA POLÍTICO SANTO

CRÔNICA


          BRASIL, UM PAÍS EM EBULIÇÃO

                             Vamos por parte. Gostaria muito que uns de meus leitores participem desse diálogo, para que não se torne um monólogo. Sei da necessidade de mostrar para nós brasileiros a real condição que se encontra o nosso querido gigante. Porque as dúvidas que tenho são bem possíveis que sejam as de muitos. Então vamos por parte. O assunto do momento é o pedido da cabeça da presidenta Dilma. Querem que seja aprovado o pedido de impeachment. Mas quem realmente está querendo? Será que este sacolejo não é para encobrir, os desvios bilionários da estatal Petrobras? No congresso, por exemplo, está em voga o velho ditado, e este ditado ESTÁ se cumprindo à risca. Lembram-se do ditado que diz, 'não aponte o erro dos outros com seus dedos sujos'? Pois é, na maior cara de pau, o presidente da câmara está apontando o erro dos outros com seus dedos imundos, segundo a promotoria. Quantos empresários e deputados e senadores e ministros etc, estão envolvidos no esquema da lava jato?
                             O que mais me chama atenção, é o fato do Cunha dizer daqui não saio e daqui ninguém me tira. Como pode um parlamentar julgar um ladrão se ele mesmo também o é? Mas com certeza, ele não nasceu na cadeira de presidente nem na cadeira de deputado. Se ele não nasceu em nenhum desses cargos, com certeza, a maioria terá dentro da lei a força e o poder de arrancar o Cunha do poder, e fazer com que ele e os outros ladrões que desviaram o dinheiro do povo, devolvam para o povo. Contudo, o povo quer saber, por que é que a maioria dos parlamentares é contra a saída de Cunha da cadeira que no momento ocupa? Por quê? Alguém se habilita a afirmar quantos corruptos ainda vai aparecer na operação lava jato. Corruptos não, ladrões mesmo. Porque quem rouba não é corrupto, quem rouba é ladrão. {já falamos desse tema corrupção x ladrão} crônica atrás.
                      Voltemos à cabeça da presidenta. Para pedir o impeachment, os interessados estão alegando tal de pedaladas. Gente pelo amor de Deus, desde pequenino, quando aprendi a andar de bicicleta, eu aprendi que pedaladas era a ação que nós fazíamos para que a bicicleta pudesse andar. Para não cairmos era necessário se manter pedalando. Mas na língua do governo opositor, pedalar é o mesmo que cometer um dos maiores erros cometido por quem está no poder, no caso, a presidenta Dilma. Incorporemos então esse novo sentido da palavra pedalar, e vamos fazer uso desses termos, afinal já é um termo usado no Brasil e como estamos num mundo globalizado e por meio da internet, podemos dizer que o termo já é conhecido mundialmente; Mas e o pecado da presidenta, a pedalada da presidenta, qual foi? Bem, em minha opinião o cinismo e a hipocrisia começam por aí. E o pior que quem deu as pedaladas, não tem força ou não quer se defender. Querem o impeachment por que a Presidenta Dilma usou o dinheiro público, para pagar o bolsa família (programa que promete acabar com a miséria e a fome dos menos favorecidos - criado pelo próprio governo). Leitores, por favor me ajudem; Dos dois um, ou estou doido ou sou um ignorante. O que tem de errado o governo usar o dinheiro dos cofres do governo para o povo? O povo que paga os impostos mais altos do mundo. E os quase 50 bilhões de reais que foram desviados dos cofres públicos... Isso que se sabe, onde estão esses valores? Desses Valores quantos o país já recuperou? Do próprio cunha, que tem em suas contas no exterior quantia estimada em mais de 60 milhões de reais, não dava para ajudar os verdadeiros donos desse dinheiro, que somos nós?
                                     Não é cinismo, hipocrisia, ironia, seja lá que diabo for? Agora está para ser aprovada (será que vai ser?) a lei que obriga o repatriamento dos valores roubados pelos nossos deputados e senadores e ministros e empresários. Vejam, descobrem os roubos, descobrem os ladrões, dão benefícios em delação premiadas; Mas não tem o poder nem o direito de resgatar o roubo? É necessário que se crie uma lei específica para que isso aconteça. Tudo bem, se é preciso que aconteça assim, então que se aprove a lei... Mas que tomem de volta o dinheiro roubado e devolvam aos cofres públicos, afinal o cofre público é uma espécie de bolso do povo brasileiro e não o bolso de ladrões que não querem sair do poder para ficar roubando em surdina.
                                           Finalizando, gostaria que um de nossos leitores formado em economia, em política e em jornalismo e ou até mesmo aquele que saiba o mínimo, que me ajude explicando ou respondendo, este último desentendimento: Desde quando há o desvio, ou melhor, roubo, dos cofres das Petrobras? Será que é apenas de uns dois anos para? Será que iniciou apenas no início do governo Lula? E outra dúvida que eu gostaria muito de esclarecer sem fugir do assunto, Onde e como era ou é aplicado o dinheiro, lucro da Petrobras? Porque milhões na Petrobras é centavos. Cifras na Petrobras vão de bilhões a trilhões de reais. No entanto a saúde no Brasil sempre foi um caos, a educação sempre viveu na calamidade pública, as estradas de nossas rodovias federais são assassinas, as cidades pobres de norte a sul vivem seus miseráveis salários mínimos... No entanto onde era aplicado o dinheiro da Petrobras, da Vale do Rio Doce, da Caixa Econômica, do Banco do Brasil. E das outras entidades financeiras, como Banco Bradesco e Itaú, por exemplo, o que o Brasil ganha como eles, eles dão lucro ao país? Se derem, onde são aplicados esses lucros? Vamos por parte! Por favor, me ajudem estudiosos no assunto!

Publicação em destaque

A DISTÂNCIA E A SAUDADE

CRONICA                      ADISTÂNCIA E A SAUDADE     A vida começa na concepção do amor. São muitas brincadeiras, risos e palha...